BrasilClima TempoDestaque

“Ciclone bomba” deixa ao menos 10 mortos no Sul do País

Ao menos 10 pessoas morreram durante a passagem de um “ciclone bomba” na região Sul do País. Em Santa Catarina, as mortes foram de uma idosa em Chapecó, um homem em Santo Amaro da Imperatriz, três em Tijucas, uma em Governador Celso Ramos, uma em Ilhota, uma em Itaiópolis e uma em Rio dos Cedros. Além de uma pessoa que segue desaparecida em Brusque. No Rio Grande do Sul, uma morte também foi registrada.Assista vídeo logo no fim da matéria.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina (CBMSC), uma pessoa segue desaparecida em Brusque. O forte temporal também provocou diversos estragos. Os principais registros recebidos pelo CBMSC foram de queda de árvore e destelhamento. Os fortes ventos dificultam também a comunicação, já que muitas cidades estão sem sinal de telefone e internet ou sem luz.

De acordo com a Defesa Civil do estado, em diversos pontos os ventos causaram queda da energia elétrica. No total 1.360.962 unidades consumidoras foram afetadas.

No Rio Grande do Sul, a Defesa Civil informou que mais de 300 casas foram destelhadas, a queda de árvores também bloqueou ruas e rodovias em diversos pontos do estado.

Conforme o MetSul Meteorologia, a ciclogênese explosiva, também conhecida como “bomba meteorológica” ou “ciclone bomba”, ocorre quando a pressão atmosférica no centro de um ciclone cai em média 1 hPa por hora em 24 horas, ou seja, no mínimo 24 hPa em 24h.  O fenômeno é caracterizado por chuva intensa, tempestades e muito vento.

Segundo o governo de Santa Catarina. a previsão indica que o ciclone está se afastando em direção ao oceano. No entanto, segue ativo, provocando fortes rajadas de vento, em especial no Litoral e na região serrana.

Internautas compartilharam vídeo e fotos do fenômeno

Na manhã desta quarta-feira (1), o ciclone bomba estava entre os assuntos mais comentados nas redes sociais e os internautas compartilharam diversos registros da força do vento e do céu na região Sul.

 

 

Isto È

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios