DestaqueMato Grosso

Após 43 anos de espera, BR-163 finalmente está asfaltada

Inaugurada em 1976, estrada que ficou conhecida pelos atoleiros é uma das principais vias de escoamento para portos do arco-norte do país

Falta pouco mais de um mês para os agricultores das regiões norte e médio-norte de Mato Grosso iniciarem a colheita da soja. A expectativa é de que, pela primeira vez, o escoamento da safra rumo ao porto de Miritituba – no Pará – não registre cenas que se tornaram comuns nos últimos anos: longas filas de caminhões atolados, motoristas parados há dias (e até semanas) na estrada em uma espera que nunca tinha data certa para acabar.

Pouco mais de quatro décadas após a sua inauguração (1976), a pavimentação total da estrada finalmente se tornou realidade. A informação foi divulgada neste fim de semana nas redes sociais do Exército Brasileiro, e repostada pelo Ministro dos Transportes, Tarcísio Gomes de Freitas.

“Dia 23 de novembro é um dia histórico. Nessa data, nossa #engenharia interligou toda a BR-163 com revestimento asfáltico. Agora, o usuário não percorrerá mais estrada de chão. Para que seja concluída a primeira fase da obra, faltam apenas duas faixas de 1.500 metros cada”

Em nota publicada nesta segunda-feira, 25, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes reforçou que “essa é uma das principais entregas do Governo Federal para 2019” e que a previsão é entregá-la até o fim do ano “tudo para garantir mais segurança para os caminhoneiros e eficiência para o escoamento da safra de grãos da região”. No início deste ano, ainda restavam 51 quilômetros da BR-163 no Pará para serem pavimentados.

https://tv.uol/18Bho

A conclusão da obra deve tornar mais barato o custo para transportar grãos de Mato Grosso para Miritituba. Pelo menos é o que espera o agricultor Leonildo Bares, que planta soja e milho em Sinop, médio-norte do estado. “Há dois anos as tradings descontavam do que pagavam pra gente o valor do frete para o porto de Paranaguá-PR (R$ 320,00/ton) mas escoavam parte da produção para Miritituba-PA com custo menor que esse (R$ 180,00/ton) sem repassar a diferença para nós. Agora, com a BR-163 concluída, esperamos que elas sejam justas e descontem o valor real do preço para Miritituba-PA. Caso elas façam isso, o valor começa a ficar um pouco mais atrativo para o produtor rural, porque a logística começa a ficar menos pesada pra nós”, conclui.

Pelas contas do Movimento Pró-logística, a pavimentação total da BR-163 pode gerar uma economia anual de aproximadamente R$ 600 milhões ao setor produtivo. A previsão é de que pela estrada asfaltada passem cerca de 13 milhões de toneladas de soja e milho no ano que vem, 3 milhões de toneladas a mais do que este ano.

Fonte:Canal Rural

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios