DestaqueMato GrossoQuerência

Atividades presenciais suspensas no Fórum de Querência

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PORTARIA N. 19/2021-QUE

O Doutor Thalles Nóbrega Miranda Rezende de Britto Juiz de Direito e Diretor do Foro da Comarca de Querência, Estado de Mato Grosso, e uso de suas atribuições, no uso de suas atribuições legais;
CONSIDERANDO a Portaria-Conjunta n. 625/2020 que alterou dispositivos da Portaria-Conjunta n. 428/2020 que estabeleceu a reabertura dos prédios do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso e instituiu o Plano de Retorno Programado às Atividades Presenciais (PRPAP) e deu outras providências;

CONSIDERANDO, ainda, que o artigo 5º da mencionada Portaria-Conjunta n. 625/2020, acrescentou à redação do item 1.3.8.2, item II, alíneas “h” e “i” do Anexo – Protocolos de Prevenção ao Covid-19, da Portaria-Conjunta n. 428/2020, que dispõem sobre a colocação em regime de teletrabalho dos membros da equipe que tiveram contato direto com servidor ou colaborador com suspeita ou com teste positivo para COVID-19;

CONSIDERANDO a confirmação da contaminação por COVID-19 de mais de um servidor desta comarca, lotado na Secretaria da Vara Única e Gabinete, que manteve contato direto com os demais servidores que estavam em trabalho presencial.

CONSIDERANDO, ainda, a possibilidade de desenvolvimento das atividades de forma satisfatória por meio dos recursos tecnológicos disponíveis;

RESOLVE:
Art. 1° – Suspender o expediente forense no âmbito do Poder Judiciário desta Comarca de Querência/MT, presencial no período de 16 a 29 de agosto de 2021, em virtude da confirmação do acometimento da doença COVID-19, sendo que os prazos processuais que vencerem nestes dias, serão prorrogados para o primeiro dia útil subsequente. Art. 2° – Estabelecendo o regime de teletrabalho a todos os servidores. P. R. Cumpra-se, remetendo-se cópia ao Presidente do Egrégio Tribunal de Justiça e à Egrégia Corregedoria Geral de Justiça.

Querência – MT, 16 de agosto de 2021.

Thalles Nóbrega Miranda Rezende de Britto – Juiz de Direito e Diretor do Foro

 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios