DestaqueEducaçãoMato Grosso

Aulas presenciais em MT serão retomadas em fevereiro de 2021 com revezamento de alunos

Em uma sala de 48 m² cabem 35 alunos, quando retornar esta aula, a sala deve ter 15 alunos.

O retorno às aulas presenciais para os alunos da rede pública estadual de Mato Grosso ocorrerá em fevereiro de 2021, com observação rígida de todos os protocolos de biossegurança e distanciamento necessários para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, conforme a Secretaria Estadual de Educação (Seduc).

O retorno das atividades presenciais foi votado no Conselho Estadual de Educação (CEE-MT) e homologado pelo Ministério da Educação, que reiterou que o estado possui esta prerrogativa de implantar o ano contínuo em situações excepcionais como esta.

Outro ponto importante é a previsão do revezamento de alunos para diminuir pela metade a lotação das salas. Em uma sala de 48 m² cabem 35 alunos, quando retornar esta aula, a sala deve ter 15 alunos.

Para tanto, a Seduc realizou, no dia 1° de dezembro, o pagamento do recurso no valor de R$ 3.573.363,00, para que 717 unidades escolares iniciem o processo de aquisição de bens e serviços para a prevenção do coronavírus no ambiente escolar.

As unidades escolares devem estar atentas aos critérios, pois os recursos transferidos devem ser aplicados exclusivamente para compra dos seguintes itens: máscara facial para os alunos, máscara facial e com viseira para cada um dos profissionais da escola. Além disso, luvas, toucas, aventais e demais equipamentos para os profissionais da limpeza e nutrição escolar e outros.

O valor do recurso destinado para cada escola segue o critério da quantidade de estudantes matriculados na unidade. Para escola com número de 101 a 200 alunos, o valor repassado será de R$ 3.623,00. Para unidades com 201 a 400 alunos o valor do repasse sobe para R$ 4.684,00.

G1 MT

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios