DestaqueMato GrossoNotícias

Banco do Brasil fecha agências de Barra do Garças e Ribeirão Cascalheira

Barra do Garças que tinha duas agências perde a agência caçulinha da Gabriel Ferreira. Fica a agência da Ministro João Alberto mas agora sobrecarregada atendendo 5 cidades

Dentro do programa de restrutura do Banco do Brasil, a instituição está fechando várias agências no país. Na região do Araguaia, duas agências serão fechadas neste mês de março. Em Barra do Garças, a agência 7140-4 da avenida Gabriel Ferreira será desativada nesta sexta-feira (12/03/21) e as contas jurídicas serão repassadas a partir de segunda-feira para serem atendidas pela agência 0571-1 do BB da avenida Ministro João Alberto. E a outra agência que está sendo fechada no Araguaia fica na cidade de Ribeirão Cascalheira e neste caso o município ficará sem o Banco do Brasil.

A decisão de fechar essas agências está sendo classificada como um retrocesso para sociedade e funcionários da instituição, destaca o presidente do Sindicato dos Bancários do Médio Araguaia (Sinbama), Sebastião Soares. Ele explicou que o sindicato entrou com várias ações tentando impedir o fechamento destes bancos pois causa demissão e deslocamentos de funcionários sem contar que ainda afeta o atendimento da comunidade.

Outro aspecto que chama atenção é que a agência da Gabriel Ferreira tem aproximadamente 5 anos e foi construída pelo BB com uma previsão de ficar pelo menos 20 anos no lugar e agora o prédio será desocupado e devolvido aos proprietários provavelmente causando um prejuízo a instituição pública que construiu a edificação.

Ficando apenas um agência do Banco do Brasil em Barra do Garças vai acumular o atendimento de cinco cidades na região: Barra do Garças, Pontal do Araguaia, Araguaiana, General Carneiro e ainda a cidade de Aragarças-GO.

No plano de reestruturação, estão sendo fechadas agencias nas base de Cuiabá e Sinop, no Nortão do Estado. O sindicato dos bancários teme que o banco esteja sendo preparado para no futuro ser privatizado que seria outro retrocesso ao país. “A restruturação do Banco do Brasil prevê a diminuição de caixas executivos, ou seja, diminuindo o atendimento presencial fato causará mais desemprego”, completou Sebastião Soares. O sindicalista entende que a sociedade deveria se manifestar contra essa atitude do banco porque causa reflexo na economia do município. “Eu acredito que a classe política e empresarial da cidade deveria se manifestar contrário ao que está sendo feito”, finalizou.

A agencia Gabriel Ferreira encerra suas atividades nesta sexta-feira e a partir de segunda-feira o atendimento será feito na agência da Ministro João Alberto.

Araguaia Notícia

 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios