AgronegócioDestaqueMato Grosso

Campanha de vacinação contra a febre aftosa começa no sábado (01) em Mato Grosso

Bovinos e bubalinos de todas as idades deverão ser imunizados; comunicação ao Indea MT segue até 10 de junho

A etapa de maio da campanha de vacinação contra a febre aftosa em Mato Grosso inicia neste sábado (01/05/21). Mais de 31 milhões de cabeças de gado, entre bovinos e bubalinos, deverão ser vacinadas até o dia 31 de maio.

Os pecuaristas devem fazer a comunicação da vacinação ao Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea MT) até o dia 10 de junho.

“Esta é a principal etapa da campanha nacional de vacinação, pois todos os animais, de todas as idades, serão imunizados. Estamos há 25 anos sem registro da doença em Mato Grosso e Governo, pecuaristas e entidades seguem trabalhando para que tenhamos segurança sanitária neste setor que é tão importante para nossa economia”, diz César Miranda, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso.

Após a vacinação, os pecuaristas podem comunicar ao Indea MT via e-mail para as unidades locais do instituto (veja a lista dos endereços aqui) preenchendo o formulário disponível no site (clique aqui para acessar o formulário) encaminhando juntamente a cópia da Nota Fiscal da aquisição da vacina.

De acordo com o Coordenador de Defesa Sanitária Animal, Felipe Peixoto, “desde de 2005 as etapas têm alcançado índices de vacinação superiores a 99% de bovinos e bubalinos vacinados graças ao comprometimento e dedicação dos produtores rurais de Mato Grosso”.

O diretor técnico do Indea MT, Renan Tomazele, ressalta que “ pensando na biossegurança de todos envolvidos na etapa de vacinação deste ano, foram discutidas e implementadas estratégias e ações para o bom andamento de todo processo no Estado”.

Sedec-MT

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios