DestaqueMato GrossoPolícia

COCALINHO MT- Operação integrada PMMT/IBAMA fiscalizam desmatamento na região

No período de 08 a 13 de Junho/20, a Polícia Militar do Mato Grosso em açâo com o IBAMA
combateu crimes de desmatamento ilegal e de comércio de madeira no município de
Cocalinho/MT, na planície entre os rios Cristalino e Araguaia, utilizando tecnologias de
Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento, a partir da base de dados do INPE, a equipe
identificou locais com iquadros de desmatamento e exploração florestal. Para apurar a
regularidade destes, percorreu-se aproximadamente 2000ha de terras sem registro de
documentação de supressão vegetal válida nos sistemas oficiais.
Como resultado, foram identificadas fazendas em acordo a norma vigente, porém 15 imóveis
foram autuados por desmatamento sem licença, três tratores apreendidos, assim como uma
caminhonete e tambores com 400l de combustível. 40m3 de madeira serrada foram
apreendidas e imediatamente doadas para obras no município de Cocalinho. Duas empresas
foram autuadas por fraude no transporte de madeira e o alerta lançado para uma possível rota
de comércio ilegal de saída de madeira nativa da Amazônia para grandes mercados no sul.
A operação denomina-se Siriema II pois tem como objetivo maior diminuir a pressão empresarial
sobre o Cerrado brasileiro e garantir a perpetuação de sua fauna e flora. Porém, a manutenção
da qualidade das águas e a diminuição do assoreamento do rio Araguaia, também são resultados
esperados pela equipe. O IBAMA alerta que áreas em regeneração há mais de 05 anos sem
limpeza precisam da autorização de desmatamento e que, nos casos da limpeza de pasto, esta
deve vir acompanhada de mero protocolo desta prática junto a SEMA MT.

*Resultados:*
15 imóveis rurais autuados por desmatamento sem licença;
03 tratores apreendidos;
01 caminhonete;
400 litros de combustível;
40m³ de madeira serrada.

Fotos:PMMT

OPERAÇÃO INTEGRADA PMMT/IBAMA

13° CR

#SERVIREPROTEGER
#ASERVIÇODOMÉDIOARAGUAIA

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios