Covid-19DestaqueMato GrossoPolítica

Com desrespeito da população, MT dificilmente terá ‘lockdown’, diz Governador

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), disse em entrevista à rádio CBN  nesta quinta-feira (25/03/21),que “dificilmente” irá decretar um “lockdown” no Estado, uma vez que, segundo ele, o “desrespeito às leis está ficando latente” e “está se consolidando no País sentimento de insubordinação”. O governador ressaltou que “isso é muito ruim e em algum momento pode fugir ao controle”.

O governador disse que o Estado passa por um “momento de grande dificuldade”, diante da baixa adesão da população às medidas de distanciamento. Conforme relatou, a ocupação dos leitos de UTI no Estado está em 97%, com os poucos leitos restantes servindo de reserva técnica para casos graves.

Dentre os responsáveis pela percepção e comportamento da população, Mendes não descarta a influência do governo federal. “É impossível imaginar que um presidente da República de qualquer país do mundo – e aqui no Brasil não é diferente – não tenha capacidade de influenciar a sua população”. (entrevista no vídeo acima)

“Nosso Estado tem, sim, número grande de pessoas simpáticas à forma dele Bolsonaro atuar, nas formas que ele diz, e, seguramente, isso influencia. Nas regiões do agronegócio, as pessoas não querem ouvir falar, sob hipótese alguma, em distanciamento ou paralisação”, completou o governador. Jair Bolsonaro tem feito elogios recorrentes ao setor, por não adotar a “política do fique em casa”.

Na terça-feira (23/03/21), a Assembleia do Estado rejeitou proposta do governo de antecipação de feriados que, na prática, criaria um período de dez dias de suspensão das atividades econômicas. A proposta foi reprovada pela ampla maioria dos deputados, com um único voto favorável do deputado Lúdio Cabral (PT), oposição ao governo.

Mendes, que disse evitar criticar decisões de outros poderes a fim de não criar crises institucionais durante o grave momento da pandemia da covid-19, ressaltou que “Mato Grosso é hoje o Estado com o pior nível de distanciamento”. “É uma opção que a sociedade tem feito apesar de o governo ter feito campanhas pesadas, que estão no ar, usando os meio de comunicação”, disse.

Estadão Conteúdo / cbn.globoradio 

 

 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios