DestaqueEducaçãoMato GrossoSaúde

Comissão da ALMT decide que aulas não devem voltar antes de agosto

A Comissão Especial da Assembleia Legislativa, responsável por estudar o impacto da pandemia na educação mato-grossense, decidiu nesta segunda-feira (18/05/20) que não há menor possibilidade de as aulas serem retomadas antes do mês de agosto. A decisão é válida para toda a rede estadual de ensino, mas deverá ser estendida à rede municipal e privada, cujos representantes também participaram da reunião. As instituições federais de ensino, no caso o Instituto e a Universidade Federal de Mato Grosso (IFMT e UFMT) seguirão decisões próprias.

Estiveram presentes na reunião deputados estaduais e representantes do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Secretaria de Estado de Saúde (SES), Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep), Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), unidades de ensino da rede privada, União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (Uncme) e da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).

“O principal objetivo da Comissão é avaliar esse cenário. Ela funcionará como um termômetro. No momento, Mato Grosso está numa curva ascendente e muito rigorosa. Então, se for perguntar hoje, não há a menor possibilidade de as aulas serem retomadas antes de agosto. Agora, de acordo com o desempenho da curva, se de repente ela se estabilizar e passar a ser uma curva descendente, nós podemos voltar a fazer essa análise sob outro prisma. Todas as vozes presentes foram unânimes em concordar que antes de agosto isso é praticamente impossível”, afirmou o deputado estadual Valdir Barranco (PT), que preside a Comissão.

De acordo com o parlamentar, o grupo foi dividido em quatro temas e cada um será liderado por um deputado estadual. O objetivo é possibilitar reuniões para tratar de cada assunto detalhadamente. Se o cronograma for cumprido à risca, o relatório final deverá ser apresentado no dia 13 de julho.

As reuniões serão realizadas às segundas-feiras. As duas próximas, nos dias 25 de maio e 1º de junho, serão protagonizadas por seminários com especialistas educacionais de todo o país. Elas debaterão o cenário de preparação para retomada das aulas presenciais e o novo modelo pedagógico que deverá ser construído pós-pandemia. Um novo formato para a modalidade de Ensino à Distância (EaD) também deverá ser tema de discussão no parlamento mato-grossense.

A Comissão também discutirá assuntos voltados à nova forma de financiamento da Educação Pública, condições sanitárias em todas as unidades escolares quando da retomada e uma nova legislação educacional a ser construída.

Escrito por Tarley Carvalho | EstadãoMT

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios