DestaqueMato GrossoPolícia

CUIABÁ-Justiça determina que motorista pague indenização de R$ 100 mil à família de adolescente que morreu atropelada

A juíza Sini Savana Bosse, da 9ª Vara Cível de Cuiabá, determinou indenização de R$ 100 mil e pensão por danos materiais à família da adolescente Kênnya Focarini, que morreu atropelada por um carro quando saía da escola em que estudava em Cuiabá. O caso aconteceu em 2012.Não foi localizada a defesa dos réus.

A estudante de 16 anos e um garoto de 13 anos foram atropelados em frente à Escola Estadual Pascoal Ramos, na capital. De acordo com testemunhas, a jovem chegou a ser arrastada por alguns metros pelo veículo.

O adolescente de 13 anos teve ferimentos leves, más Kênnya teve hemorragia cerebral e não resistiu.

A família da adolescente pediu à Justiça a responsabilização do motorista, que fugiu do local do acidente sem prestar socorro às vítimas.

Ele foi preso minutos depois, ao bater o carro no muro de outra escola. Segundo o boletim de ocorrência, o motorista apresentava sinais de embriaguez. Além disso, ele não tinha licença para dirigir.

A motorista, proprietária do veículo, também foi responsabilizada pelo acidente, por ter emprestado o carro a uma pessoa que não podia dirigir, e, assim, assumir o risco de danos a outras pessoas.

A decisão da magistrada levou em consideração as circunstâncias do acidente.

“Considerando que os réus apresentaram Contestação por negativa geral e não trouxeram nenhum argumento capaz de criar dúvida razoável ou ilidir a pretensão da parte autora, a procedência da ação é medida acertada a se tomar.”, diz trecho.

O motorista e  a dona do veículo terão que pagar o valor de R$ 100 mil de indenização por danos morais a família da vítima.

Além disso, a juíza Sinii Savana também determinou o pagamento de indenização por danos materiais. Os réus deverão pagar a família da vítima uma pensão mensal. A pensão será correspondente a 2/3 do salário mínimo até a data em que a vítima completaria 25 anos.

Depois disso, o valor da pensão será reduzido para 1/3 do valor de um salário mínimo, até a morte dos beneficiários ou a data em que a vítima completaria 65 anos.

Fonte:G1

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios