DestaqueMato GrossoPolícia

Dois homens de Novo Progresso PA, são mortos a tiros em Sinop-MT

Dois homens identificados como Edezio Mendes Alves Júnior, de 42 anos, e Wanderley José Silva Júnior, foram assassinados a tiros na cidade de Sinop, estado do Mato Grosso.
Edezio Mendes Alves Júnior e Wanderley José da Silva Júnior antes de serem mortos. Fotos: Reprodução
Conforme informações apuradas, os dois homens foram encontrados pela Polícia Civil na madrugada desta sexta-feira (19/06/20), ao lado de um carro modelo Ford Ecosport próximo a um residencial. O corpo de Bombeiros foi acionado, no entanto, ao chegarem, ambos já estavam sem vida.
De acordo com o tenente da Polícia Militar, Romening dos Santos Silva, disse que ambos foram atingidos quando ainda estavam no interior do veículo. “Preliminarmente verificamos que eles foram atingidos quando ainda estavam dentro do veículo. Após serem atingidos, conseguiram sair e caíram ao lado do carro”, destacou.
Segundo o investigador Wilson Santos, “os tiros foram efetuados tanto de dentro para fora, quando de fora para dentro do veículo e possivelmente foi utilizado um revólver calibre 38 e uma pelo menos uma pistola 380”.
Uma das vítimas era ex-assessor do presidente da Câmara de Novo Progresso PA, tendo sido exonerado no final do ano de 2019, conforme Assessoria da Câmara.
 
Corpos encontrados na madrugada desta sexta-feira (19).
No interior do veículo foram encontrados ‘tickets’ de pedágio do trajeto Cuiabá/Sinop. Uma carteira de assessor parlamentar também estava no veículo.
Os corpos serão encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML).
A Pólícia Civil de Sinop (MT), instaurou inquérito para apurar as circunstâncias da morte dos dois progressenses. Ainda não há informações sobre a autoria e motivação do crime.
Folha do Progresso 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios