DestaqueMato GrossoPolíticaSaúde

Estado libera igrejas e parques públicos; aulas voltam em 4 de maio

Decreto destaca que situação do Covid-19 está "sob controle"

O governador Mauro Mendes (DEM) flexibilizou algumas medidas de isolamento social para evitar a proliferação da Covid-19 em Mato Grosso. Entre as principais, estão a liberação de missas, cultos e demais atividades religiosas, de parques públicos estaduais e ainda a previsão do retorno das aulas nas escolas estaduais e na Unemat para o dia 4 de maio.

Segundo o decreto, todos os estabelecimentos liberados têm normas a cumprir. Principalmente, disponibilização de produtos de higiene, determinações para distanciamento a 1,5 metros entre as pessoas e uso da máscara de proteção.

A flexibilização, segundo o decreto, foi motivada pelo controle dos casos de Covid-19 no Estado. Atualmente, apenas 2,88% dos leitos de UTI disponibilizados exclusivamente para casos do novo coronavírus estão ocupados.

O Governo, segundo o decreto, pode rever as medidas a qualquer momento, desde que a ocupação dos leitos por pacientes com Covid-19 atinja o índice de 60%.

Veja Decreto:

 

Foto: Mayke Toscano/Secom-MT

Fonte: Amanda Divina – Folhamax

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios