DestaqueMato GrossoPolícia

Ex-governador de MT é preso em aeroporto ao tentar embarcar com arma de fogo na mochila

Osvaldo Sobrinho foi barrado antes de embarcar em um voo para Brasília, nesta quarta-feira (07/10/20). Ele disse à polícia que não sabia que a arma estava na mochila.

O ex-governador de Mato Grosso, Osvaldo Sobrinho, de 71 anos, foi preso nesta quarta-feira (07/10/20), no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, por porte ilegal de arma de fogo.

De acordo com a Polícia Militar, havia um revólver calibre 38, com munições, na mochila dele, antes do embarque.

O advogado de defesa, Anderson Figueiredo, disse que Osvaldo não sabia que a arma estava na mochila e que ficou surpreso ao encontrarem o objeto na bolsa dele.

“Ele pegou a mochila para colocar algumas peças de roupas que iria a Brasília e voltaria ainda hoje (7). É uma mochila usada sempre para ir à fazenda e alguém esqueceu de tirar a arma de dentro”, disse.

A Polícia Militar foi acionada pela Polícia Federal. Os agentes da PF barraram o ex-governador no setor de raio-X após encontrarem o revólver na bagagem dele.

Ex-governador de Mato Grosso Osvaldo Sobrinho, de 71 anos

Questionado a Polícia Civil sobre o registro da arma para saber se está em nome do político e não havia obtido retorno até a última atualização desta reportagem.

O ex-governador disse aos policiais, no momento do flagrante, que normalmente a mochila fica na caminhonete dele e que, nesta quarta-feira, ao arrumar as roupas para viajar para Brasília, não viu que a arma estava na bagagem e seguiu para o aeroporto.

Osvaldo Sobrinho, que já foi senador, foi encaminhado à Central de Flagrantes de Várzea Grande para registro do boletim de ocorrência e, em seguida, foi levado para a delegacia do Bairro Verdão, em Cuiabá, para prestar depoimento.

G1 MT

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios