DestaqueMato GrossoNotíciasSaúde

Frigorífico de MT suspende abate e dá férias coletivas para centenas de funcionários

Serão concedidas férias coletivas para até 1,5 mil funcionáris das unidades de Mirassol D´Oeste e Paranatinga, que devem durar 10 dez e 15 dias

A Minerva Foods anunciou nesta terça-feira (17/03/20) que operações de abate serão suspensas em quatro unidades da companhia no Brasil, sendo duas em Mato Grosso, como medida preventiva contra a transmissão do coronavírus e por problemas logísticos também relacionados à doença.

A partir do dia 23, serão concedidas férias coletivas aos colaboradores das unidades de Mirassol D´Oeste (MT), Paranatinga (MT), Janaúba (MG) e José Bonifácio (SP),  que devem durar entre dez e quinze dias, a depender da planta, disse a companhia em nota. As duas unidades de Mato Grosso possuem juntas cerca de 1,5 mil colaboradores, no entanto, a empresa não confirmou quanto deles ficarão afastados do trabalho.

“A decisão também está alinhada à piora dos cenários doméstico e global, que inclui queda da demanda no segmento de food service e limitações logísticas em diversas partes do mundo”, acrescentou a empresa.

O anúncio da companhia confirma reportagem publicada pela Reuters na véspera com informação de fontes, segundo a qual a Minerva deveria suspender operações de abates em algumas unidades no Brasil em meio a problemas logísticos na China decorrentes do combate ao coronavírus.

A principal limitação logística das companhias de carnes neste momento é a ausência de contêineres disponíveis para exportação, pois parte dos que foram enviados para a China ficaram com cargas paralisadas no país em fevereiro e ainda não retornaram ao Brasil.

A paralisação de cargas nos portos chineses, definida pelo governo do país, foi uma medida de contenção do coronavírus e afetou a distribuição local dos produtos importados.

A Minerva ainda afirmou que as férias coletivas são a melhor opção a ser seguida, “tendo em vista que permitem preservar a economia de escala das operações industriais”.

“Adotaremos medidas comerciais para apoiar nossos clientes do segmento de ‘food service’ e seguiremos colaborando com nossos operadores logísticos, sem colocar em risco as medidas aplicadas para evitar a disseminação do vírus”, enfatizou a companhia.REUTERS

Veja nota

NOTA DE ESCLARECIMENTO | COVID-19

Informamos que desde ontem (16/03), como uma das medidas preventivas visando assegurar a saúde de nossos colaboradores, passamos a adotar regime de trabalho home office para parte do nosso quadro de funcionários das áreas administrativas, dos escritórios corporativos de São Paulo/SP e de Barretos/SP. Adicionalmente, a partir do dia 23/03 (segunda-feira), concederemos férias coletivas aos colaboradores de quatro de nossas plantas: Janaúba/MG, José Bonifácio/SP, Mirassol D´Oeste/MT e Paranatinga/MT.

Ambas iniciativas visam colaborar com as medidas adotadas pelas autoridades para o combate à propagação do novo coronavírus em nosso País e reforçam a preocupação e responsabilidade social da Companhia com seus colaboradores, parceiros e a comunidade em que atua. A decisão também está alinhada à piora dos cenários doméstico e global, que inclui queda da demanda no segmento de food service e limitações logísticas em diversas partes do mundo.

Entendemos que as férias coletivas são a melhor opção a ser seguida, tendo em vista que permitem preservar a economia de escala das operações industriais. Adotaremos medidas comerciais para apoiar nossos clientes do segmento de food service e seguiremos colaborando com nossos operadores logísticos, sem colocar em risco as medidas aplicadas para evitar a disseminação do vírus.

Permanecemos atentos aos protocolos estabelecidos pelas autoridades para o combate a essa pandemia e continuaremos apoiando todas as iniciativas que visam evitar a proliferação do vírus e que busquem contribuir para a melhoria do cenário socioeconômico o mais breve possível.

MINERVA FOODS

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios