DestaqueMato GrossoPolícia

Gerente de fazenda é preso após atirar em servidores da Funai em MT

A Polícia Militar foi acionada e seguiu até a sede da Funai no município onde encontrou com o representante da autarquia, Joelson Avelino da Silva Kinizokemaece, que disse estar presente no dia da suposta tentativa de homicídio.

O gerente de uma fazenda em Campo Novo do Parecis, a 397 km de Cuiabá, foi presos após atirar em servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai) que passavam na frente da propriedade rural nessa quarta-feira (08/07/20).

A Polícia Militar foi acionada e seguiu até a sede da Funai no município onde encontrou com o representante da autarquia, Joelson Avelino da Silva Kinizokemaece, que disse estar presente no dia da suposta tentativa de homicídio.

Ele contou aos policiais que na noite de quarta-feira ele e outros servidores estavam em uma caminhonete e passaram na frente da fazenda quando foram surpreendidos por tiros.

Os policiais seguiram com o representante da Funai até a fazenda, onde encontraram o gerente, que contou aos militares que escutou quando a caminhonete se aproximou da sede da fazenda com os vidros fechados e achou que eram ladrões de madeira.

O gerente disse que pegou uma espingarda e foi até a porteira e confessou que atirou, mas disse que a intenção era apenas assustar os ocupantes da caminhonete.

O homem foi levado para a Delegacia da Polícia Civil, que passa a investigar o caso.

G1 MT

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios