DestaqueMato GrossoPolíticaSaúde

Governador de MT diz que as cidades que não têm registros de Covid-19 não precisam fechar todo o comércio

Mauro Mendes alerta para o risco de desabastecimento e aumento no índice de criminalidade

O governador Mauro Mendes (DEM) defendeu nesta terça-feira (24) que as cidades de Mato Grosso que não têm casos registrados de coronavírus não fiquem em isolamento, obedecendo as regras de higienização e cuidados estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde e pelo Ministério da Saúde.

“Cidades que não têm casos registrados não precisam ficar em isolamento. Vamos fechar os supermercados? Aonde as pessoas vão comprar comida? Vamos fechar as indústrias que produzem alimentos, grandes indústrias? E aí, como é que o alimento vai chegar? Em 15 dias vai ter desabastecimento no país, vai virar um caos, as pessoas vão começar a fazer loucuras”, disse ele.

Mendes destacou ainda para o risco de que a falta de alimentos decorrente do fechamento de comércios possa influenciar no aumento da criminalidade no estado.

“Pode aumentar o índice de violência, então a gente tem que ter um pouco de cuidado para tomar essas medidas porque senão é aquilo que tem sido dito: o remédio pode causar consequências e efeitos colaterais até maiores do que a própria doença”, explicou.

O governador destacou que o isolamento social é importante, mas deve ser feito com responsabilidade.

“Vamos parar tudo que pode ser parado. Ninguém vai para a praça, ninguém vai andar nas ruas a toa, as escolas fecharam, para festinhas, para encontros, para jogo de futebol, isso vai bloqueando o contato social. E nos locais de trabalho, as pessoas podem manter os procedimentos de segurança. Se fechar tudo, imagina o caos que vai virar isso, não só na vida dos empresários, mas dos trabalhadores, que podem perder seus empregos!”, alertou.

G1 MT

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios