DestaqueMato GrossoPolícia

Marido é preso suspeito de matar dono de oficina que teria trocado mensagens com a mulher dele em MT

Um comerciante foi assassinado a tiros nesta terça-feira (09/03/21) na oficina de motos dele em Nova Lacerda. De acordo com a Polícia Civil, um homem matou a vítima depois que teria supostamente achado mensagens trocadas entre o comerciante e a mulher dele.

Wesley Rangel Machado, de 40 anos, foi socorrido, mas não resistiu e morreu.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito, de 29 anos, foi preso em flagrante. Ele é motorista de ambulância da Prefeitura de Nova Lacerda.

À polícia, o marido disse que teria ido até a oficina para tirar satisfação após ver mensagens trocadas entre a vítima e a esposa. O suspeito tentou dar um tapa em Wesley, que reagiu e revidou.

O marido sacou uma pistola e atirou em Wesley.

Testemunhas chamaram uma ambulância, mas o comerciante morreu.

Os policiais foram informados de que o suspeito saiu em um veículo até o pátio da prefeitura, onde trabalha como motorista de ambulância concursado. Após buscas, ele foi localizado em uma sala de uma unidade de saúde.

Com ele foi encontrado um carregador de pistola com 18 munições intactas. Sobre a arma usada no fato, o suspeito informou que era uma pistola calibre 380 e segundo ele, tem registro e posse.

O suspeito foi conduzido à Delegacia da Polícia Civil de Comodoro. Ele foi ouvido pelo delegado Ricardo Marques Sarto, sendo autuado em flagrante por homicídio e depois encaminhado para a unidade prisional de Comodoro.

Em nota, a Prefeitura de Nova Lacerda lamentou a morte da vítima.

G1 MT

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios