DestaqueMato GrossoPolíticaSaúde

Mato Grosso receberá R$ 599 milhões de auxílio; senador pede apoio aos pequenos. Veja quanto seu município receberá.

Cuiabá receberá R$ 42,2 mi, Várzea Grande R$ 19,6 mi, e Rondonópolis, R$ 16 mi; repasse aos 141 municípios totaliza R$ 240,5 mi

O Governo Federal liberou, nesta terça-feira, 09, a primeira parcela do Auxílio Financeiro que trata a Lei Complementar nº 173, aprovada pelo Congresso Nacional. Mato Grosso receberá R$ 599,6 milhões, dos quais R$ 359,1 milhões serão repassados ao Governo do Estado e R$ 240,5 milhões aos municípios. Ao todo, estão garantidas quatro parcelas: a próxima, de acordo com comunicado da Secretaria do Tesouro Nacional, será depositada no dia 13 de julho.

“Ao aprovamos esse auxílio, definimos que Governo e prefeituras devem dar preferência na utilização dos recursos às microempresas e às empresas de pequeno porte. Esperamos que isso aconteça porque trata-se do setor que mais emprega e o mais vulnerável neste momento de enfrentamento à pandemia” – disse o senador Wellington Fagundes, vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Municípios Brasileiros.

O auxílio financeiro foi aprovado pelo Congresso no início do mês passado e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro no dia 27. Além da transferência, o Governo suspendeu as dívidas de estados e municípios com a União, inclusive os débitos previdenciários parcelados pelas prefeituras e que venceriam este ano.

Do valor entregue ao Governo nesta terça-feira, R$ 22,5 milhões devem ser investidos diretamente em ações de combate à proliferação do novo coronavírus. O Executivo poderá também usar parte dos recursos para o pagamento dos profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS) e no Sistema Único de Assistência Social (Suas). O restante, R$ 336,5 milhões, transferidos para mitigação dos efeitos da pandemia sobre as finanças do Estado, no caso do recolhimento de ICMS, terá livre aplicação.

Obedecendo o mesmo critério, os municípios mato-grossense deverão aplicar R$ 12,6 milhões no combate direto à pandemia, e R$ 240,5 milhões poderão ser usados como compensação pelas perdas registradas no recolhimento do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza, o ISS.

FINISA e AVANÇAR CIDADES – Além da liberação da primeira parcela do auxílio emergencial aos estados e municípios, o senador Wellington Fagundes também comemorou o começo da liberação dos recursos do Financiamento à Infraestrutura e Saneamento (Finisa) pela Caixa Econômica Federal (CEF) e programa Avançar Cidade, do Ministério do Desenvolvimento Regional. Ao todo, são R$ 853 milhões a serem contratados entre Governo e prefeituras.

Na segunda-feira, 08, a CEF assinou contrato com a Prefeitura de Rondonópolis, no valor de R$ 107 milhões. Os recursos serão investidos em obras de equipamentos públicos na área da educação, entre creches e escolas de educação infantil, em atividades de contraturno escolar no setor da promoção e assistência social, e ainda na construção de um novo parque ambiental.

“Esse recurso chega num momento em que estamos tentando salvar vidas, mas também salvar empregos e as empresas. Isso será fundamental para a retomada da nossa economia” – destacou o senador.

 

1.JPG

2.JPG

3.JPG

4.JPG

(Com assessoria)

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios