DestaqueMundoSaúde

Morre médico chinês que tentou alertar colegas sobre surto de coronavírus

Organização Mundial da Saúde lamentou a morte do oftalmologista. 'Precisamos celebrar o trabalho que ele fez', disse o diretor executivo Mike Ryan.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lamentou nesta quinta-feira (6) a morte do médico chinês Li Wenliang, oftalmologista do Hospital Central de Wuhan, por complicações respiratórias. Ele teria sido um dos primeiros a identificar o novo coronavírus e alertar as autoridades. Ele foi uma das oito pessoas que a polícia investigou sob acusação de “espalhar boatos”.

Estamos muito tristes com a morte do doutor Li Wenliang”, disse Mike Ryan, diretor executivo da OMS. “Precisamos celebrar o trabalho que ele fez no surto de 2019-nCoV.”

Alerta aos colegas

Em 30 de dezembro, o médico enviou uma mensagem para colegas alertando sobre um possível surto de doença respiratória com sintomas semelhantes aos do Sars, doença respiratória que matou mais de 700 pessoas no início dos anos 2000.

O doutor Li Wenliang recomendou aos companheiros de trabalho que usassem equipamentos de segurança para evitar a infecção. O médico fez o alerta após perceber que, naquele fim de ano, o hospital no qual trabalhava já tinha recebido sete casos de infecção com sintomas graves.

Infectado durante consulta

Acredita-se que o médico tenha se contaminado no início do mês passado enquanto tratava uma paciente infectada. Li Wenliang contou, em seu perfil de uma rede social, que em 10 de janeiro começou a tossir, no dia seguinte passou a ter febre e, dois dias depois, foi para o hospital. Seus pais também ficaram doentes e foram internados.

O médico contou que os primeiros exames deram negativo para coronavírus. Mas, em 30 de janeiro, ele postou novamente dizendo que um teste mais específico identificou o vírus: “Hoje, o teste de ácido nucleico voltou com um resultado positivo. A poeira baixou, finalmente fui diagnosticado”.

No fim de janeiro, o médico publicou em uma rede social chinesa um pedido de desculpas do governo chinês, que admitiu falha na resposta à epidemia do novo coronavírus.

Coronavírus: sintomas, risco no Brasil é  tudo o que se sabe até agora

Fonte:G1

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios