AbusoDestaqueEstupro de vulnerávelMato Grosso do SulPolícia

MS- Pescador que abusou menina em ‘pacto com o diabo’ pega 13 anos de prisão

Vítima foi abusada à beira de rio, perto do aniversário de nove anos

Pescador de 52 anos, que estuprou meninas de 11 e 8 anos, vai ficar 13 anos na cadeia em Coxim-MS. As barbaridades foram cometidas entre os anos de 2014 e 2017.

Segundo o inquérito policial, o agressor era amigo íntimo das famílias das vítimas, por isso frequentava a casa delas. Na ocasião de um dos abusos, o homem as chamou para pescar no Rio Taquari, que fica perto da residência dele.

Ainda segundo a investigação, a vítima de 11 anos, contou que o criminoso atravessou o rio e a levou para um matagal, onde consumou a penetração vaginal, além de sexo oral e anal.

“… estava quase perto do meu aniversário de 9 anos’’, lamentou a garota. 

Com a outra menina, de 8 anos, o estuprador introduziu o dedo na vagina dela. Os exames de corpo de delito, feitas à época da denúncia, apontaram que as vítimas não eram mais virgens, tinham lesões recentes e a mais velha, inclusive, chegou a pegar doença sexual.

Em um dos trechos do depoimento, o pescador lembrou que “começou a ficar perturbado pensando em atos sexuais’’ com a vítima de 11 anos e que veio o desejo ”de concluir um pacto com o demônio, a fim de ficar rico’’.

À Polícia Civil, o agressor confessou todos os crimes, praticados contra as duas garotas. Inicialmente, o pescador foi condenado a 27 anos de prisão. Ele recorreu e a pena foi reduzida para 13 anos.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios