DestaqueMato GrossoQueimadas

MT- Ambientalistas tentam salvar animais em santuário ecológico em chamas

O Parque do Encontro das Águas tem 110 mil hectares, metade já foi atingido pelo fogo. Agora, os bombeiros lutam para criar uma zona livre das chamas.

 

Ambientalistas estão resgatando animais em um santuário ecológico do Pantanal, que está queimando há mais de uma semana em Mato Grosso.

O Tuiuiú, pássaro símbolo do Pantanal, se refresca em mais um dia de calor acima dos 40ºC. Próximo ao rio, a onça se arrasta.

Uma força-tarefa foi montada para resgatar o animal. E acabou encontrando uma outra onça com ferimentos provocados pelo fogo. Ela foi levada no helicóptero da Marinha até o aeroporto de Cuiabá e transferida para a Universidade Federal de Mato Grosso.

O Parque do Encontro das Águas, onde a onça foi resgatada, tem 110 mil hectares. Metade já foi atingido pelo fogo. Agora, os bombeiros lutam para criar uma zona livre das chamas.

“Nós estamos construindo um aceiro, que vai estabelecer uma área em torno de 20 quilômetros quadrados para que se torne uma ilha para que os animais possam fugir para esse local. Vamos ficar no entorno dessa ilha defendendo toda e qualquer frente de fogo que possa ameaçar esse local”, destaca o coronel Paulo Barroso, Corpo de Bombeiros- Mato Grosso.

Quanto mais se navega e avança pelo Rio Cuiabá Porto Jofre, se percebe que a fumaça fica cada vez mais densa. Mesmo de máscara, é muito difícil de respirar e ficar com os olhos abertos.

Segundo estimativa do Ibama, 25% do Pantanal já foram consumidos pelo fogo em Mato Grosso.

“Há voluntários, há ONGs, e o próprio estado, setores para poder acolher e tentar resgatar e cuidar desses animais atingidos nem que seja com água ou alimentação”, diz Felipe Saboia, bombeiro.

G1

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios