DestaqueMato GrossoMeio AmbienteQueimadas

MT decreta emergência ambiental a partir de maio

O Governo de Mato Grosso declarou situação de emergência ambiental entre os meses de maio e novembro, pelo risco de propagação de focos de incêndio em áreas rurais do estado. O Estado também decretou o período proibitivo do fogo entre 1º de julho e 30 de outubro.  As normas estão dispostas no decreto nº 1.356, publicado na última semana.

A declaração de situação de emergência ambiental é medida preventiva, em razão da alta probabilidade de ocorrência de incêndios florestais, diante dos baixos índices de chuvas no período.  Desse modo, neste momento de estiagem, fica permitido o uso de fogo para limpeza e manejo somente em áreas previamente autorizadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).  Em zona urbana, as queimadas são proibidas o ano todo.

O diretor-técnico da Associação dos Criadores de Mato Grosso, Francisco Manzi, explica que as queimadas são práticas necessárias em algumas propriedades, onde o emprego do fogo é realizado em áreas limitadas, com monitoramento e controle. Neste caso, a queima controlada é permitida pela Sema, após obtenção de autorização.

“A queimada controlada é uma prática que tem começo, meio e fim.  É indicada para limpeza de pastagem e para eliminar esses restos culturais. Para tal, o produtor solicita a licença ao órgão ambiental e realiza a prática observando todos os cuidados para realizá-la de forma segura”, esclareceu o diretor.

Interessados em obter a Autorização para Queima Controlada (AQC) devem fazer a solicitação à Superintendência de Gestão Florestal (SUGF) da Sema, por meio do preenchimento dos requisitos técnicos e formulários do Termo de Referência disponível no site da Sema.

No entanto, a partir do segundo semestre, em 1º de julho, se inicia o período proibitivo do fogo, sendo que fica autorizado o uso do fogo somente para as práticas de prevenção e combate a incêndios realizadas ou supervisionadas pelas instituições públicas responsáveis pela prevenção.

O período de situação de emergência ambiental se encerra em novembro, quando começa a estação chuvosa em grande parte de Mato Grosso.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios