DestaqueEstupro de vulnerávelMato GrossoPolícia

MT- Homem estupra filha adotiva de 12 anos e a engravida; menina sofre aborto

Uma menina de 12 (não identificada), vítima de abusos sexuais praticados pelo pai adotivo, ficou grávida e, depois, sofreu um aborto. O caso veio à tona na tarde deste último sábado (29/05/21), na zona rural de Santo Afonso (a 280 km de Cuiabá). O pai, que é produtor rural e tem 51 anos, foi preso pela Polícia Militar.

De acordo com a ocorrência policial, a menina apresentou sangramento pela vagina. A mãe adotiva levou a filha para atendimento médico em um posto de saúde na cidade e um ginecologista constatou o abuso. Depois, ela foi encaminhada para o Hospital de Arenapólis , onde teve um aborto espontâneo.

Antes da mulher denunciar o marido à Polícia Militar, ele próprio procurou uma quartel da força militar e contou que a esposa estava desaparecida. Disse que não conseguia contato e estava preocupado. A PM ligou várias vezes no celular dela e não teve sucesso.

Após algum tempo, ela entrou em contato com a Polícia Militar e contou sobre o aborto e os abusos que a filha vem sofrendo nas mãos do pai. Ela disse que, caso a polícia encontrasse com o marido, era para prendê-lo. Em rondas, a Polícia Militar conseguiu localizar o suspeito e conduzi-lo até a Delegacia da Polícia Civil, que vai investigar o caso.

 

RDNews

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios