DestaqueMato GrossoPolícia

MT- Iniciada escavações a procura de restos mortais de Sara Vitória

O autor do crime foi preso na última terça-feira (08) e confessou o crime

A Polícia Judiciária Civil da cidade de Sorriso-MT, iniciou na manhã desta quinta-feira (10), as escavações a procura dos restos mortais de Sara Vitória Fogaça, que foi estuprada e morta há 10 anos. Na época do crime (01 de junho 2010), Sara tinha apenas cinco anos.

O autor do crime foi preso na última terça-feira (08/09/20) e confessou o crime, bem como apontou para a equipe de investigação, o local onde enterrou o corpo da criança.

O terreno onde o corpo de Sara Vitória foi enterrado pelo assassino, fica nas proximidades do estádio município Egídio José Preima, no bairro Flor do Cerrado.

Neste momento, a equipe policial com apoio de peritos criminais e auxilio de uma retroescavadeira da prefeitura municipal estão escavando o local indicado pelo criminoso.

De acordo com o delegado André Ribeiro, a pequena Sara, que na época do crime (01 de junho 2010) tinha apenas cinco anos, foi estuprada e morta. O agressor, ainda colocou o corpo da criança em um saco de estopa e a enterrou em um terreno baldio.

O agressor, de acordo com as investigações (que na época tinha 48 anos), trabalhava em uma construção e aproveitou que a vítima brincava no estádio (próximo a sua casa), ofereceu uma carona em sua bicicleta.

A partir daí, a menor foi levada para uma construção, onde o criminoso cometeu o abuso e o assassinato de Sara Vitória.

O homem foi preso graças ao intenso trabalho da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) da Delegacia Judiciária Civil de Sorriso. Após o crime, o investigado chegou a fugir para o estado de Mato Grosso do Sul, onde permaneceu por um longo período.

O homem foi ouvido e de acordo com o delegado responsável pelo inquérito, mesmo após 10 anos, o suspeito narra com riqueza de detalhes como tudo ocorreu.

 

Cenário MT

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios