CrimeDestaqueMato GrossoSuicídio

MT- Jornalista não aceita fim de relacionamento, e tenta matar ex-namorada em seguida comete suicídio

Nádia Mendes Vilela não morreu por ter posto mãos no rosto no momento dos disparos efetuados por Muvuca

Empresária vítima de tentativa de feminicídio se recupera e pode deixar Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nesta quarta-feira (30/06/21), em Tangará da Serra, região sudoeste de Mato Grosso. Nádia Mendes Vilela, 33, conversou com a mãe na tarde de terça-feira e chorou muito, preocupada com o filho menor de 10 anos. Nádia ainda terá que passar por pelo menos duas cirurgias. Uma para retirar um projétil de arma de fogo alojado no pulmão e outra na mão, que usou para cobrir o rosto e que acabou desviando do olho os disparos da pistola bereta calibre 7,65, do ex-namorado, o jornalista José Marcondes Neto, 46, o “Muvuca”, que cometeu suicídio.

A empresária foi alvejada dentro da farmácia de sua propriedade, por volta das 10h20. Imagens das câmeras do comércio mostram desde a chegada do jornalista que, ao receber a negativa de Nádia para conversar no balcão da loja, onde a chamou para ir a uma sala reservada. Lá, insiste mais uma vez em reatar o relacionamento de cerca de 4 meses, rompido 30 dias antes. Ao receber nova negativa, saca a pistola da cintura e parte para cima dela, desferindo pelo menos 4 disparos, contra rosto e tórax.

Desesperada, Nádia, já ferida, sai engatinhando até chegar ao saguão do comércio onde recebe ajuda para se colocar em pé e sair para rua. Logo depois, é levada em um carro que está na rua lateral da farmácia para um hospital, onde passa a ser atendida e submetida à primeira cirurgia.

O gerente da farmácia, Valdemir Sérgio, 41, por pouco não foi uma das testemunhas do crime, pois ele deixava o comércio no momento em que o jornalista chegava. Em menos de 15 minutos, a empresária já havia sido alvejada e, ao perceber que ela conseguiu correr, Muvuca fez um disparo contra a cabeça. Removido pelos bombeiros para unidade de saúde, chegou a ser submetido à cirurgia no início da noite, mas faleceu por volta das 21h de segunda-feira.

Não resta dúvida de que o crime foi planejado, pelo fato de o jornalista ter seguido armado para o encontro, diz Valdemir.

O corpo do fundador do site Muvuca Popular foi liberado por volta das 15h, após necropsia pelo Instituto de Medicina Legal, e trasladado para Capital. O velório está previsto para iniciar à meia-noite de terça-feira na sala Tulipa da Capela Jardins. O sepultamento será realizado na manhã desta quarta, em torno das 11 horas.

Fonte: Gazeta Digital

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios