DestaquePolícia

MT- Mulher morre ao ser atingida por suposto tiro acidental feito pelo marido durante caça

Os policiais foram até a unidade médica e a própria vítima relatou que a espingarda do marido escorregou e ao bater no chão disparou atingindo o abdômen dela.

Uma mulher morreu ao ser atingida por um suposto tiro acidental feito pelo marido dela durante uma caça em uma propriedade rural em Itanhangá-MT. O caso ocorreu na madrugada de domingo (04/10/20).

A Polícia Civil investiga se, de fato, a vítima, como Cleane Pereira Araújo, de 42 anos, foi morta por acidente.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher teria sido atingida pelo disparo quando acompanhava o marido em uma caça.

Cleane foi levada ainda com vida para o Hospital Regional de Sorriso, a 420 km de Cuiabá.

Os policiais foram até a unidade médica e a própria vítima relatou que a espingarda do marido escorregou e ao bater no chão disparou atingindo o abdômen dela.

Ainda segundo o que consta no registro da polícia, o marido é que a teria levado ao hospital.

Horas depois, Cleane não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade médica. O corpo será sepultado no local de nascimento da vítima, em Teresina, no Piauí.

G1 MT

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios