DestaqueEducaçãoMato Grosso

MT- Secretaria de Educação esclarece retorno às aulas para diretores do Sintep

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) esclareceu à diretoria do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep) dúvidas relativas ao retorno das aulas na rede estadual de educação, durante 3 horas e meia, na tarde desta quarta-feira (18/11/20). A reunião foi no formato presencial e online, com 11 membros do sindicato de todo Mato Grosso participando por videoconferência.

Foram explanadas questões sobre protocolos de biossegurança e pedagógicos para preparar técnicos, professores, escolas e alunos e recursos financeiros para iniciar o ano letivo 2020/2021 em 1º de fevereiro. A carga horária total no ano será de 1.120 horas para recuperar conteúdo de aprendizagem deste ano e manter as 800 horas e 207 dias do ano escolar do ano que vem.

“Estamos estudando com a equipe da Secretaria de Saúde (SES) e técnicos especialistas a melhor maneira para proteger nossos alunos, professores e todos os profissionais da educação no Estado no nosso retorno às aulas”, explica o secretário Alan Porto.

A Seduc esclarece que já iniciou o diálogo com os municípios para adequar o transporte escolar às normas de biossegurança. “Teremos protocolo para trabalhar no transporte escolar, em conjunto com práticas recomendadas dos profissionais da saúde”, reforça.

O secretário ressaltou ainda que o planejamento é garantir que as escolas tenham o recurso para compra de materiais e siga rigorosamente os protocolos sanitários para retorno das aulas. Ele citou ainda a aplicação de tecnologias dentro das escolas para melhorar a qualidade do ensino.

Além destes temas, foram debatidos e explicados também questões relativas à aprendizagem e tecnologia, atribuição de professores e apoio técnico, sistema estruturado de ensino como solução pedagógica, formação continuada de professores e avaliação permanente de educadores e da aprendizagem.

Também foi garantido o chamamento de 342 professores do cadastro de reserva ainda em 2020.

Agenda positiva

O sindicato compartilha da preocupação da Seduc de que o retorno tem que ser seguro para os profissionais, alunos, e toda a comunidade escolar. “O planejamento é importante, ele norteia a retomada. Uma hora as aulas terão que ser retomadas, no entanto, estamos falando de uma doença que a cada semana a gente não sabe como será o comportamento”, pontua o presidente do Sindicado dos trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT).

Sobre a importância do diálogo com os gestores da educação estadual, Valdeir Pereira avalia que a agenda foi positiva.

“É importante que nós, nessas agendas permanentes, possamos ter as discussões e os encaminhamentos propositivos por parte da secretaria de estado de educação, para que o profissional que está lá na ponta, e o cidadão que depende da escola pública, possam ter a garantia de que o estado chegará lá na ponta”, explica.

Sistema de ensino e tecnologia

Na ocasião, o secretário apresentou aos sindicalistas o sistema estruturado de ensino, que será uma solução pedagógica, que inclui material apostilado de excelência para melhorar a aprendizagem dos alunos; a plataforma digital de ensino; e a formação continuada dos professores de acordo com as necessidades das escolas; e o sistema de avaliação permanente dos estudantes.

Ainda como estratégias e recursos a serem adotados na área pedagógica, haverá o fortalecimento da aprendizagem, com suporte tecnológico como vídeo aulas, suporte da TV Assembleia para levar as aulas do Pré-Enem Digital Gold, Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), Google for Education, e a aquisição de chromebooks – computador portátil específico para a educação.

Participaram da reunião o deputado estadual Henrique Lopes; o secretário Executivo da Seduc Amauri Monge Fernandes; a secretária adjunta de Gestão Educacional, Irene de Souza Costa; e a adjunta de Gestão de Pessoas, Daniela Sampaio.

 

Seduc-MT/Secom-MT

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios