AgronegócioBrasilDestaqueLeilãoNotícias

Nelore mais valioso do Brasil: vaca é arrematada por R$ 3,18 milhões

Durante leilão da Fazenda Valônia, a vaca Íris-8 atingiu o maior valor do ano pago por um animal da raça nelore em 2020

Um novo recorde foi estabelecido na pecuária nacional. Durante o leilão da fazenda Valônia, a vaca Íris-8 FIV da foi arrematada por R$ 3,18 milhões, o maior valor desembolsado para animais da raça nelore em 2020. O leilão aconteceu no último sábado (28/11/20), na cidade de Lins (SP), com transmissão do Canal Rural e Lance Rural.

O animal foi arrematado pela fazenda Pecuária São Jorge, de Uberaba (MG). Segundo Henrique Rossignolli, gerente de pecuária da São Jorge, o interesse no animal surgiu por ela sempre ser citada entre criadores como um dos melhores animais da atualidade, tanto em funcionalidade e fertilidade. “Os animais nascidos a partir da Íris também foram decisivos para o investimento, pois são animais com grande potencial de futuros campeões nacionais”, comenta. Segundo Rossignolli, o projeto da São Jorge é fazer um trabalho com os filhos da Íris-8 na produção de animais com alta superioridade genética, além de realizar venda de prenhezes e produtos para os grandes criatórios nacionais e internacionais.

O gerente de pecuária acredita que a aquisição do animal, mesmo por um valor elevado, terá retorno em um curto prazo. “Há situações em que são necessários investimentos para se colher bons frutos. Não vejo a compra como arriscada, mais sim como um dos investimentos mais sólidos a se realizar desde que se tenha planejamento e correta análise do mercado”.

A Íris-8 é considerada uma das vacas mais premiadas da raça, especialmente pelas conquistas recentes como, grande campeã Expozebu da 2019, grande campeã da Expoinel Minas 2020 e medalha de ouro na categoria Fêmea Adulta, no Ranking da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) 2019/2020.  Além disso, a progênie chama a atenção: a Iris-8 é filha de Landau da Di Genio, com vaca em Basco da SM.

A venda de animais em leilões vive um bom momento no país e nunca esteve tão aquecida, como destaca Plinio Queiroz, diretor de pecuária do Canal Rural “Nós tivemos um crescimento expressivo nas vendas de leilões durante a pandemia. Esse modelo de negócios se adaptou muito bem com essa nova realidade, principalmente para os arremates virtuais. Os criadores aproveitaram a oportunidade e estão investindo em genética por meio dos leilões. Esse modelo de aquisição de animais nunca esteve tão forte e seguirá essa tendência até o fim do ano”, diz.

 

Canal Rural

 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios