DestaqueMato GrossoNotícias

QUERÊNCIA-Nota de esclarecimento da loja Macledi

AGRADECIMENTOS, ESCLARECIMENTOS E ADMOESTAÇÕES
AO PÚBLICO EM GERAL E À SRA. DAIANE MATA, EM PARTICULAR

O Grupo Macledi, neste azo, objetiva agradecer ao público em geral e, em particular, à Sra. Daiane Mata por prestigiar a nossa loja, unidade de Querência-MT., com a inestimável preferência.
Não obstante o exposto, tendo em vista que, recentemente, a mui digna Consumidora retro distinguida, publicou em sua rede social uma Reclamação/Indignação, sede na qual, em apertada síntese, sustenta ter adquirido mercadoria da nossa empresa e que foi obstada de efetuar a troca de um par de calçados, adquirido com numeração menor pois, ao dirigir-se à loja, a empresa supostamente não teria esboçado qualquer interesse em resolver o
problema, limitando-se a dizer que não possuía numeração maior que a adquirida e que o sistema não admita troca de produtos promocionais. Fez consignar na sua Reclamação, que ganhou contorno públicos, entre outras coisas: o aspecto capitalista dos comerciantes e a suposta diferença entre a forma com que a nossa empresa trata o cliente no momento da compra e a forma com que o trata depois da compra efetuada.
Imperativo fazer constar desta Nota/Resposta que, não obstante, não haja no Código de Defesa e Proteção ao Consumidor, previsão legal para troca de produtos adquiridos presencialmente e sem vícios graves e ocultos –caso específico da Consumidora que não
adquiriu produto defeituoso, mas apenas de numeração menor– o Grupo Macledi, por cortesia, sempre implementou a política da troca, em se tratando de produtos não-promocionais, haja vista a profusão de unidades dos mesmos, contudo, CONFORME
AMPLAMENTE PROJETADO NOS ANÚNCIOS CONTIDOS NO INTERIOR DAS SUAS LOJAS fez consignar que as mercadorias promocionais não possibilitam a troca, notadamente, porque, como no caso em apreço, amiúde, não há outra mercadoria para sub-rogá-la: caso específico do par de sapatinho adquirido; o que espanca quaisquer alegações de má vontade e/ou desrespeito para com um dos nossos maiores patrimônios: nossos clientes!
Em suma, considerando-se que o bom nome constitui pedra angular da nossa empresa, considerando-se que a Reclamação/Indignação da Sr. Consumidora tem contornos de
ofensa pública ao nome da loja e, por extensão, ao Grupo Macledi, considerando-se que a Súmula 227 do STJ é luzidia quanto a pessoa jurídica poder sofrer danos morais, presta esta manifestação ao desideratum de requer que a r. Consumidora abstenha-se de
propalar tal Reclamação/Indignação e, em prazo exíguo, retrate-se publicamente, porquanto a versão publicada estriba-se numa percepção unilateral dos fatos; destarte esculpida ao arrepio do direito ao contraditório e à ampla defesa!

Querência, MT., 12 de maio de 2020.
Att. Gerência do Grupo Macledi

Obs: Esta nota é de única responsabilidade do Grupo Macledi.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios