DestaqueMato GrossoPiracema

Piracema – Proibição da pesca em Mato Grosso começa nesta quinta-feira (1)

Começa nesta quintafeira, 1º de outubro, o período de defeso da piracema no Estado de Mato Grosso. A proibição à pesca, tanto amadora como profissional segue até o dia 31 de janeiro de 2021 incluindo os rios das Bacias Hidrográficas do Paraguai, Amazonas e Araguaia-Tocantins.São 17 rios em situação de divisa.

O secretário adjunto executivo da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), Alex Marega, explica os requisitos mínimos para fazer a declaração.

“Deve conter nessa declaração as espécies de peixe que você tem armazenado, a quantidade e o peso. Dessa forma quando a nossa equipe de fiscalização for até os estabelecimentos comerciais que comercializam peixes pra verificar sobre a proibição da pesca se está ou não sendo pescado o peixe em rios. Então a declaração vai subsidiar pra que você não seja autuado e pra que você possa estar legalizado perante a Sema”, explicou.

A pesca amadora e profissional está proibida até o dia 31 de janeiro. Nesse período, está liberada apenas a pesca de subsistência (sustento) .

“Aquele peixe que é retirado do rio para a alimentação das pessoas que moram nas beiras dos rios, as pessoas que vivem da pesca, é permitido, 3 quilos diários por pescador. Não pode ser embarcado, não pode ser com equipamentos predatórios, mas a pesca para alimentação pode ser feita”, ressaltou o secretário.

Durante a piracema, a fiscalização vai ser intensificada, segundo a Sema.

“Esse é o período aonde a nossa equipe de pesca está constantemente no campo e nos estabelecimentos fazendo essa verificação com o objetivo realmente de inibir a prática da pesca durante o período de defeso”, disse Alex.

Durante este período os pescadores que sobrevivem da pesca artesanal têm direito a receber o seguro-desemprego, chamado de seguro defeso. O valor é de um salário mínimo mensal.

A redação

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios