AgronegócioDestaque

Preço da soja abre 4º dia seguido com alta na Bolsa de Chicago

Enquanto isso, no Brasil, preço da saca não reage e poucas praças apresentam alta. Nos portos a saca ainda é negociada acima dos R$ 85

Os contratos da soja em grão registram preços mais altos nas negociações na Bolsa de Chicago (CBOT). O mercado sobe pelo quarto dia seguido, estimulado pelos fortes dados econômicos dos Estados Unidos, afirma a consultoria Safras.. Porém, a fraca demanda chinesa pelo produto norte-americano, em meio ao coronavírus, segue limitando o ímpeto comprador.

Os contratos com vencimento em março de 2020 operam cotados a US$ 8,83 por bushel, alta de 3,75 centavos, ou 0,42%, em relação ao fechamento anterior.

Mercado no Brasil não reage

Mesmo após três altas em Chicago o mercado brasileiro de soja segue com poucos negócios. O dólar em queda ajudou a enfraquecer os preços, por isso poucas praças viram os valores subirem.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos subiu de R$ 82 para R$ 82,50 a saca. Em Rondonópolis (MT), a saca subiu de R$ 75,00 para R$ 75,50.

Na região das Missões, a cotação ficou em R$ 81,50. No porto de Rio Grande, o preço permaneceu em R$ 86. Em Rio Verde (GO), a saca seguiu em R$ 79. Em Santos a saca seguiu a R$ 85,50.

Em Cascavel, no Paraná, o preço caiu de R$ 79,50 para R$ 79 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca recuou de R$ 86 para R$ 85,50. Em Dourados (MS), a cotação baixou de R$ 74,50 para R$ 73.

Chicago e dólar na quarta-feira

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) fecharam a quarta-feira com preços mais altos. Os valores ficaram abaixo das máximas do dia e ainda encontraram sustentação no bom desempenho do óleo e do petróleo.

Os contratos da soja em grão com entrega em março fecharam com alta de 0,50 centavo de dólar, ou 0,05%, em relação ao fechamento anterior, a US$ 8,80 por bushel. A posição maio teve cotação de US$ 8,93 por bushel, ganho de 0,50 centavos, ou 0,05%

Fonte: Canal Rural

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios