DestaqueMato Grosso

Queda de raio mata jovem trabalhador em Pontal do Araguaia

A chuva que caiu na região de Barra do Garças-MT veio com força e acompanhada de ventos e raios causando alguns transtornos e até mesmo uma tragédia no final da tarde de quarta-feira, dia 20/11. No município de Pontal do Araguaia-MT, por volta das 17h20, o jovem Diego Santos Rodrigues, de 21 anos, acabou falecendo após a queda de um raio.

Segundo informações repassadas à polícia, Diego estava ajudando os pais na colheita de verduras num sítio do assentamento Brilhante quando a chuva aumentou a intensidade. Num determinado momento, o rapaz foi buscar o carro que estava perto de uma cerca de arame para recolher as verduras. Só que ele foi e estava demorando a retornar e quando foram verificar encontraram Diego já sem vida.

O jovem era solteiro e congregava na igreja Assembleia de Deus Ministério Madureira no assentamento. Diego era elogiado pela responsabilidade que tinha no serviço, mas infelizmente pode ter sido vítima de uma descarga atmosférica.

A Polícia Civil esteve no sítio e depois solicitou a presença da Politec. O laudo que explicará a causa-morte do jovem ficará pronto nos próximos dias.

Raios, Histórias e Mitos
TextoHayrton / Revista AdNormas

A chance de uma pessoa ser atingida diretamente por um raio é muito baixa, sendo em média menor do que um para um milhão. Porém, se a pessoa estiver numa área descampada em baixo de uma tempestade forte esta chance pode aumentar em até um para mil. Entretanto, não é a incidência direta do raio a maior causadora de mortes e ferimentos.
Geralmente, isso acontece por efeitos indiretos associados a incidências próximas ou efeitos secundários dos raios.

As descargas também provocam incêndios ou queda de linhas de energia, o que pode atingir uma pessoa. A corrente do raio pode causar queimaduras e outros danos a diversas partes do corpo. A maioria das mortes de pessoas atingidas por raio é causada por parada cardíaca e respiratória. Grande parte dos sobreviventes sofre por um longo tempo de sérias sequelas psicológicas e orgânicas.

Embora a potência de um raio seja grande, sua pequena duração faz com que a energia seja pequena, algo em torno de 300 kWh, equivalente ao consumo mensal de energia de uma casa pequena. E a pergunta que todos fazem: um raio pode cair duas vezes em um mesmo lugar? Sim, pode. Geralmente os raios caem mais de uma vez em um mesmo local quando este apresenta grande incidência de raios. Como exemplo pode-se citar o Cristo Redentor que é atingido anualmente por uma média de seis raios ou mais.

Enfim, são descargas elétricas de grande intensidade que conectam as nuvens de tempestade na atmosfera e o solo. Em geral possuem intensidades da ordem de 10 KA e percorrem distâncias da ordem 5 km. Qual a diferença entre relâmpagos e raios? Relâmpagos são todas as descargas elétricas geradas por nuvens de tempestades, independentemente se conectam ou não o solo. Já os raios são somente as descargas que se conectam ao solo.

Fonte: Araguaia Notícias

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios