DestaqueEconomiaNotíciasPolítica

Reforma tributária: relator afirma que não irá propor imposto sobre exportações

O relator da PEC 110, que trata da reforma tributária sobre consumo, senador Roberto Rocha, espera que o relatório seja aprovado neste ano

O relator da PEC 110, que trata da reforma tributária sobre consumo, o senador Roberto Rocha (PSDB-MA) participou nesta terça (24/08/21), da reunião da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Após ouvir as demandas dos deputados e senadores, o senador garantiu que entregará o relatório da PEC ainda nesta semana e que não irá propor a tributação sobre exportações.

A proposta do relator pretende fazer um Imposto sobre Valor Agregado (IVA) que unifique ICMS e ISS. “Nós estamos propondo acabar com o IPI e torná-lo imposto seletivo. E o IPVA a gente está propondo que seja estendido para aeronaves, helicópteros, iates, porque no Brasil infelizmente só paga quem tem carro e moto. Estamos querendo que sejam tributados ainda jatinhos particulares. Por exemplo, uma embarcação de um pescador, claro que não vai entrar. Não é isso. Estamos propondo desonerar qualquer investimento, como  está desonerando as exportações. O Brasil não pode continuar exportando imposto.” acrescenta o relator.

O senador acredita que a proposta pode ser votada ainda este ano. “Neste mês de agosto a gente entrega o relatório, podemos ate votar na CCJ e votar no início do mês de setembro no Senado. No mês de setembro certamente vai para a Câmara e ela terá a oportunidade de apreciar o texto e aperfeiçoá-lo para devolver ao Senado com suas alterações para que o Senado, se for possível em novembro, quem sabe em dezembro”.

Canal Rural

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios