DestaqueMato GrossoPolítica

RIBEIRÃO CASCALHEIRA-Prefeita nomeia parentes em todos os cargos da administração

Mãe, marido e irmãos da gestora comandam Secretarias

A prefeita de Ribeirão Cascalheira, Luzia Brandão (Solidariedade), extrapolou todos os limites éticos da administração pública ao nomear seus familiares nos principais cargos da prefeitura. O marido, Vilson de Assis Lourenço Caiado, por exemplo, é secretário de Finanças, enquanto a mãe, Altamira Nunes Vieira, é secretária de Assistência Social e o irmão Luciano Nunes Brandão foi nomeado para assumir a Secretária de Obras.

Contudo, o seu outro irmão, Jose Wilson Bilio Brandão, também foi beneficiado e foi em primeiro lugar no seletivo da prefeitura municipal, para exercer a função de vigilante.

Já o vice-prefeito, Antônio de Morais Pinto Júnior, renunciou ao cargo para assumir a função de advogado assessor geral do município, função que teria criado exclusivamente pela chefe do Executivo para beneficiá-lo. Na função, o ex-vice prefeito vai receber R$13 mil reais por mês. Contudo, ao sair Antônio alegou que o exercício no Executivo Municipal geraria impedimento e incompatibilidade com a função de vice-prefeito. Além disso, alegou que exercendo a função no novo cargo poderia contribuir mais pelo crescimento e desenvolvimento do município.

Luzia já exercia o cargo de prefeita de Ribeirão Cascalheira na condição de interina desde 14 de julho de 2018. No ano passado, o então prefeito Reynaldo Fonseca Diniz (PR), e o vice dele, Gleison Oliveira, também do PR, tiveram os mandatos cassados por abuso de poder político e econômico nas eleições de 2016. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE), então, realizou eleição suplementar, onde Luzia obteve 2.274 votos sagrando-se vencedora.

Outro lado 

Em resposta, a assessoria jurídica da prefeitura afirmou que a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF) tem afastado a incidência da Súmula Vinculante 13 nos casos que envolvem a investidura de cônjuges ou a nomeação de parentes em cargos públicos de natureza política, como ministro de Estado ou de secretário estadual ou municipal. Sendo assim, considerados cargos políticos.

Por :MUVUCA POPULAR

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios