AgroDestaqueMato GrossoQuerência

Sinop fica na 1ª posição do maior PIB do agronegócio de Mato Grosso

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou uma nota técnica com um levantamento dos municípios mais ricos do agro e com os maiores PIBs (Produto Interno Bruto) do país. Foram classificados 100 municípios, a partir do total levantado pelo IBGE, e verificada a posição de cada um em relação ao valor da produção e ao PIB.

Os municípios de Querência, Canarana e São Félix do Araguaia estão entre os 100 maiores PIB,s do agro brasileiro.
Sinop tem o maior PIB entre os mato-grossenses da lista, com R$6,5 bilhões. Sorriso (R$6.2 bilhões) ficou em 2º lugar e Lucas do Rio Verde (R$4.4 bilhões) na terceira posição. Como a informação mais recente sobre o PIB municipal é de 2019, usou-se essa referência para fazer as classificações. Com relação ao valor da produção em 2020, o município vizinho de Sorriso ficou na primeira posição no indicador, com R$5,3 bilhões. Sinop, na posição 50, com uma geração de valor de R$1,1 bilhão.
A maior parte dos 100 municípios com maior valor da produção situa-se em Mato Grosso, com 35 municípios.
Alem de Querência, Canarana, São Félix do Araguaia, Sorriso, Diamantino, Campo Novo do Parecis e Sapezal tambem representam Mato Grosso entre os cem maiores: Nova Mutum, Campo Verde, Nova Ubiratã, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde, Campos de Júlio, Itiquira, Paranatinga, Brasnorte, Tapurah, Ipiranga do Norte, Denise, Alto Taquari e Barra do Brugres.

Seguido pelos estados da Bahia, Goiás e Mato Grosso do Sul. Soja, algodão e milho são os principais produtos responsáveis pelo sucesso desses municípios, pois carregam elevados níveis de tecnologia e de produtividade. Na análise, realizada tendo por base os dados da produção Agrícola Municipal – PAM, referente a 2020, foram consideradas duas classificações: valor da produção das lavouras permanentes e temporárias, e pelo Produto Interno Bruto dos Municípios.

O IBGE destaca a produção de algodão, soja, milho, café e cana-de-açúcar. Segundo a Conab, a safra de grãos foi de 257,0 milhões de toneladas.

 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios