AgronegócioDestaqueMato Grosso

Soja: agricultores dão início do plantio da safra 2020/21 em Mato Grosso

Cultivo começa em fazendas que possuem pivô de irrigação; nas áreas de sequeiro, plantadeiras só devem entrar em cena após a chegada das chuvas

Um dia após o fim do vazio sanitário da soja em Mato Grosso, as plantadeiras já começam a fazer barulho. Em Sorriso, município que ostenta a maior área destinada à cultura no mundo (mais de 600 mil hectares), os trabalhos tiveram início nesta quarta-feira, 16.

Logo pela manhã, a sementes eram lançadas no solo em uma das áreas do grupo Gemmi, que deve semear cerca de 5 mil hectares da oleaginosa neste ciclo. Gerente do grupo, Elias Belé registrou as imagens deste primeiro dia de plantio, que – inicialmente – será feito apenas nos 300 hectares cobertos pelo pivô de irrigação. Nos demais talhões, a movimentação começará apenas quando a chuva – que anda sumida na região – voltar a dar as caras.

Gerente do Grupo Gemmi registra o início do plantio da soja

Quem também aguarda o retorno das chuvas é o agricultor Clairton Pavlack, que vai cultivar 1800 hectares de soja em Nova Mutum. Ele diz que está com as plantadeiras “engatadas”, mas não vai ligar os motores dos tratores enquanto não houver umidade suficiente para semear com segurança. Além da estiagem, ele também está preocupado com a ocorrência de incêndios em áreas próximas à propriedade e chegou a suspender a aplicação de adubo com receio de prejuízos. “Estamos com as sementes no jeito… mas o clima está muito seco, tem muita fumaça e fogo por todo lado. Temos adubo para jogar mas vamos esperar a chuva, porque como está queimando muito na região, vai que a gente joga o adubo e corre o risco de perdê-lo. É um ano muito perigoso”, comenta.

Maquinário aguarda a chegada das chuvas para trabalhar

Principal estado produtor de soja do Brasil, Mato Grosso deve destinar mais de 10,2 milhões de hectares para o cultivo do grão nesta safra, a maior área de todos os tempos no estado. A estimativa do Imea é de que destes campos saiam mais de 35,18 milhões de toneladas da oleaginosa.

 

Canal Rural

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios