AgronegócioClima TempoDestaque

Soja: semana começa com chuvas, mas com baixos volumes acumulados

A segunda-feira deve ser marcada por um clima típico de verão em boa parte dos estados, ou seja, com chuvas rápidas, baixos acumulados e sol

O dia deve ser marcado por chuvas de verão em quase todos os estados. Isso significa que a maioria das lavouras de soja terá chuvas rápidas e depois sol. No Sul por exemplo, apenas o nordeste do Rio Grande do Sul deve ter chuvas. São Paulo e Mato Grosso tem previsão de instabilidades generalizadas, mas com baixos acumulados.

SUL

As chuvas devem ficar restritas a parte sul e sudeste do Rio Grande do Sul nesta segunda-feira, 17. Tanto que em Bagé, a tendência é receber mais de 10 mm, mas em Alegrete o tempo deve ficar seco. Em Santa Catarina o dia deve ser seco. No Paraná algumas instabilidades são esperadas apenas no extremo nordeste do estado, mas sem grandes acumulados. Em Maringá são esperados apenas 2 mm.

SUDESTE

As chuvas seguem espalhadas pelo estado de São Paulo nesta segunda-feira. Não há previsão de grandes acumulados e as chuvas devem ser manchadas. Em Itapeva os volumes não passam dos 2 mm, por exemplo.

Em Minas gerais as instabilidades deve ficar restritas a parte sul do estado, mas com baixos acumulados e de maneira manchada. Tanto que em Uberlândia as garoas não passam dos 2 mm acumulados e em Uberaba nem deve chover.

CENTRO-OESTE

Poucas novidades. Há previsão de chuvas no Centro-Oeste ainda sob a influência da combinação entre calor e umidade. As pancadas são características do verão, rápidas, intercaladas com períodos de sol e calor, sendo que no oeste de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a chuva vem acompanhada por ventos de moderada à forte intensidade. Não há potencial de chuva volumosa ao longo do dia.

NORDESTE

O dia deve ser marcado por tempo seco nas áreas de soja da Bahia. Algumas garoas são esperadas apenas em Barreiras, com menos de 2 mm.

No Piauí as instabilidades devem ficar restritas a parte norte do estado. Em Luzilândia deve acumular quase 5 mm, já em Piripiri, são esperados mais de 30 mm.

Não há previsão de chuvas para as áreas de soja do maranhão. As instabilidades devem ficar restritas a parte norte do estado apenas.

NORTE

Pancadas ainda podem se espalhar pela maior parte da região, com volumes expressivos desta vez no Tocantins devido a formação de instabilidades em altos níveis da atmosfera. Em Roraima, condição para chuva muito isolada e fraca.

Fonte:Canal Rural

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios