DestaqueMato GrossoPolíciaRoubo

Vereador de MT flagrado furtando gado renuncia ao mandato

O vereador da cidade de General Carneiro-MT, Magnun Vinnicios Rodrigues Alves (36), flagrado realizando furto de gado em uma propriedade rural em Primavera do Leste (240 Km de Cuiabá) renunciou ao cargo nesta terça-feira (14/02/23).

O pedido de renúncia foi entregue formalmente por Magnun à presidente da Câmara de General Carneiro, Sandra Aparecida Scheibe (UB), um dia antes da sessão que cassaria seu mandato. Ele estava afastado das funções desde setembro do ano passado, quando acabou hospitalizado e, em seguida, preso pelo crime.

Magnum foi condenado a oito anos de prisão, conforme a decisão do juiz Roger Augusto Bom Donega, e ao pagamento de R$ 10 mil por reparação de danos pelo crime de roubo de gado.

No fim de dezembro do ano passado, a Justiça deu liberdade ao vereador, que entrou com um pedido de habeas corpus após a condenação em primeira instância a oito anos de prisão em regime fechado. No pedido alegou que estava na propriedade caçando porcos-do-mato e que acertou um tiro em um boi da fazenda por engano.

Na decisão, o desembargador apontou que não há indicação objetiva do risco processual e alterou a prisão preventiva pelas medidas cautelares.

O CRIME

Magnun Vinnicios e outras três pessoas foram presas no dia 11 de setembro de 2022. De acordo com a PM, funcionários e o gerente da fazenda ouviram um tiro e foram até o pasto onde ficavam os animais para verificar. No local, encontraram Magnum e outras três pessoas abatendo e descarnando os animais.

O bando tentou fugir em uma caminhonete e, na saída, jogaram o veículo em cima do dono da fazenda, que conseguiu desviar. Entretanto, um dos seguranças da fazenda atirou nos pneus do veículo.

Os acusados foram detidos pelos funcionários. O gerente da fazenda contou à Polícia Militar que houve uma briga, e o vereador acabou atingido por uma coronhada na cabeça, sofrendo um traumatismo craniano.

Magnun chegou a ser internado em estado grave no Hospital Regional de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Contudo, recebeu alta no dia 30 de outubro. Durante esse tempo, a Justiça acatou a denúncia do Ministério Público (MP) e tornou o parlamentar réu no processo.

Com o grupo, foram apreendidas uma carabina, munições, facas e 43 folhas de cheque.

 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios