BrasilDestaqueMato GrossoPolícia

Ação contra pornografia infantil e pedofilia mira 12 estados e quatro países

No Rio, a ação tem os apoios das polícias Federal e Militar e visa a cumprir cinco mandados de busca e apreensão

A Polícia Judiciária Civil (PJC) cumpre, na manhã desta terça-feira (18), mandados de busca e apreensão com o objetivo de combater a pornografia infantil e a exploração sexual de crianças e adolescentes em Mato Grosso, outros 11 Estados e mais quatro países. As ações fazem parte da sexta fase da ‘Operação Luz da Infância’.

Coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, a operação tem como objetivo buscar arquivos com conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual praticados contra menores de idade. Os suspeitos podem ser presos em flagrante caso a polícia encontre armazenamento, distribuição e produção do conteúdo.

Até o momento, não houve divulgação no número de prisões, o que deve acontecer durante o decorrer da manhã.

As agências de aplicação da lei da Colômbia, Estados Unidos, Paraguai e Panamá também cumprem mandados de busca e apreensão.

A operação desta terça (18) é executada pela Polícia Civil dos seguintes estados: Santa Catarina; São Paulo; Rio Grande do Sul; Rio de Janeiro; Piauí; Paraná; Mato Grosso do Sul; Mato Grosso; Goiás; Ceará; Acre e Alagoas.

As penas para os crimes investigados variam de 1 a 8 anos de prisão. Quem armazena material de pornografia infantil tem pena de 1 a 4 anos de prisão. Para quem compartilha, a pena é de 3 a 6 anos de prisão. A punição para quem produz esse tipo de material é de 4 a 8 anos de prisão.

(Com informações do G1)

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios