DestaqueMato GrossoPolícia

CONFRESA-Pais estão amedrontados com ameaças de atentado à unidade escolar.

Estiveram presente na reunião a Assessoria Pedagógica, o Conselho Tutelar e a Polícia Militar.

Os pais e professores da Escola Estadual Santo Antônio do assentamento “Pé de Caju”, localizada a 90 km do município de Confresa estão amedrontados com ameaças de atentado a unidade escolar. Ex-alunos estariam ameaçando cometer um atentado contra alunos.

As ameaças começaram no mês de outubro de 2019, o que gerou um pânico entre pais e profissionais da educação. As aulas foram temporariamente suspensas por medo de represálias, a atitude desesperada da comunidade formou uma comissão para apurar o caso e cobrar repostas das autoridades policiais.

Na tarde desta quarta-feira, (22), uma reunião entre comunidade e autoridades locais foi realizada na sede da Escola Estadual Santo Antônio. Os pais ameaçaram tirar os filhos das aulas enquanto o caso não for solucionado.

A Polícia Militar na presença do Capitão PM Jefferson orientou e garantiu que rondas escolares serão realizadas nas dependências da unidade escolar. “Nós enquanto polícia iremos fazer o trabalho preventivo, no intuito de inibir qualquer ação delituosa” concluiu o oficial da PM.

Na delegacia de Polícia Civil o inquérito sobre o caso corre sob investigação, algumas pessoas já foram ouvidas em depoimento. Os adolescentes suspeitos já foram investigados e serão intimados a esclarecer os fatos.

Em nota enviada ao site Agência da Notícia a Assessora Pedagógica de Confresa Evany Costa dos Santos falou sobre o caso e as medidas que estão sendo adotada para resolver à situação e levar tranquilidade à comunidade.

Confira na íntegra:

A Assessoria Pedagógica recebeu na tarde de ontem um convite para participar de uma reunião na E.E Santo Antônio, localizada na Agrovila “Pé de Caju”.

Para tratar de assuntos referentes à suspensão das atividades escolares.

A comunidade justificou que era necessário suspender as atividades, considerando a situação de insegurança pela qual a comunidade escolar vem passando.

Diante das falas ficou acordado que não serão suspensas as aulas e que a Assessoria Pedagógica em conjunto com a comissão de pais, fariam intervenções necessárias junto aos órgãos competentes como Polícia Militar, Polícia Civil, MPE e Conselho Tutelar, com objetivos de garantir a segurança de todas as pessoas que participam da Escola.

Após a chegada em Confresa, na tarde de quarta-feira, (22), protocolamos um ofício,  solicitando informação  a cerca da ação  da Polícia Civil.

Estiveram presente na reunião a Assessoria Pedagógica, o Conselho Tutelar e a Polícia Militar.

Fonte:Agência da Notícia

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios