CrimeDestaque

Mãe mata filha e mastiga os órgãos da menina, em PE

Um crime brutal chocou a cidade de Alagoas e todo o país,  o caso aconteceu por volta das 15:00hrs no domingo (24/01/21),uma mulher identificada como Josimare Gomes da Silva, 30 anos, utilizando uma tesoura arrancou os olhos e um pedaço da língua da própria filha, Brenda Carollyne Pereira da Silva, 5 anos, mastigou e tentou engolir os órgãos. A informação foi confirmada pelo Agente da Polícia Civil, Eduardo Prado, que esteve no local do crime.

A Polícia Militar foi acionada por vizinhos, após o avô da menina ir até a residência e pedir para que sua filha, mãe da menina, abrisse a porta. Josimare negou abrir e disse que estava no banheiro, ao perceber a demora, o que não era de costume, o homem resolveu ir pelas portas do fundo e viu que estava escorrendo sangue pelo cano do ralo do chuveiro. Ele então arrombou a porta e ao adentrar o imóvel encontrou uma cena perturbadora, a filha rezando sobre o corpo da neta e com os olhos e um pedaço da língua da menina dentro da boca. Quando os militares chegaram no local, A mãe ainda estava com os órgãos na boca. Ela foi presa em flagrante e o local do crime isolado.

 

Foto: Arquivo Pessoal

Segundo o Agente da Polícia Civil, as cenas do crime foram tão fortes que os 20 anos de carreira na polícia Militar de Pernambuco e Civil de Alagoas, não foram suficientes para evitar que ele entrasse em estado de choque.
Em entrevista, Eduardo que não quis gravar em vídeo por estar bastante consternado, contou que o crime foi percebido pelo pai de Josimare e avô de Brenda. “O idoso percebeu que elas duas estavam trancadas, ao chamar ela disse que estava tomando banho, mas demorou, foi quando o senhor foi olhar pela porta de trás e viu as marcas de sangue, ele arrombou a porta e encontrou a criança já sem vida no banheiro e a mãe rezando sobre o corpo.” Concluiu o policial.

Os policiais informaram que foi apurado através da família que ela sofre de depressão e era acompanhada por profissionais de saúde, a mulher de 30 anos nunca demonstrou violência e que as dosagens de remédios tarja pretas estavam diminuindo, pois o acompanhamento psicológico estava tendo bons resultados.

 

Foto: Reprodução

 

Josimare foi conduzida para a 1ª Delegacia Regional de Polícia (1ª-DRP), onde prestará depoimento e ficará reclusa à disposição do Poder Judiciário. A acusada de matar a filha de 5 anos, não quis prestar depoimento à polícia e iniciou a falar outras línguas durante a manhã daquela  segunda-feira (25/01/21) na Delegacia Regional de Polícia (1ª-DRP).

Segundo o escrivão que iniciou o inquérito, a mulher demonstrou frieza. “Ela começou a falar outras línguas e até um espanhol fluentemente, as palavras foram totalmente fora do contexto e ela não quer falar nada sobre o ocorrido.” Concluiu o policial.

 

Surgiu PE

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios