DestaqueMato GrossoNotíciasPolícia

MT- Sistema criado pela Polícia Civil reúne dados de desaparecidos e colabora para a localização de pessoas

O sistema Abitus foi criado para atender o Núcleo de Pessoas Desaparecidas da DHPP em Cuiabá e, posteriormente, foi estendido a todas as unidades da Polícia Civil.

Disponível para todas as delegacias do estado, o sistema da Polícia Civil de Mato Grosso sobre desaparecidos é uma ferramenta que reúne informações para auxiliar nas investigações e contribuir para a localização de pessoas.

O sistema Abitus foi criado para atender uma demanda do Núcleo de Pessoas Desaparecidas da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cuiabá e, posteriormente, foi estendido a todas as unidades da Polícia Civil.

As informações sobre pessoas desaparecidas estão disponíveis na página  https://desaparecidos.pjc.mt.gov.br desenvolvida para dar visibilidade à divulgação e colaborar na localização de pessoas que estão desaparecidas em diferentes cidades de Mato Grosso e também em outros estados.

Desenvolvido pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação (Coti), dentro dos módulos do sistema Geia, o Abitus faz o controle de pessoas desaparecidas possibilitando o cadastro e acompanhamento dos casos relacionados a desaparecimentos registrados no estado.

O banco de dados é alimentado pelas delegacias de todo o estado, com base nos boletins de ocorrências de desaparecimentos registrados, conforme define a Resolução 064/2020, do Conselho Superior de Polícia.

Segundo o gerente de desenvolvimento de sistemas da Coti, Ricardo Barcelar, além das informações básicas passadas no momento do registro do boletim de ocorrência, como nome, idade e local que a pessoa desapareceu, o sistema também permite a integração de outros dados levantados durante a investigação, entrevistas realizadas, relatório do investigador e informações mais específicas como hábitos da pessoa, se possui alguma doença ou histórico de desaparecimento anterior.

 

Camila Molina e Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios