Covid-19DestaqueMato GrossoPolítica

Governador não envia projeto de antecipação de feriados para AL e faz reunião com deputados

O governador Mauro Mendes (DEM) decidiu não enviar, nesta segunda-feira (22/03/21), o projeto de lei que prevê antecipação de feriados em todo o Estado, com o objetivo de tentar frear o avanço da Covid-19, em uma espécie de ‘lockdown branco’. Segundo o apurado pela reportagem, ele decidiu fazer uma reunião de emergência com todos os parlamentares, que foram convocados ao Palácio Paiaguás. Existe uma pressão dos municípios do interior, onde a pandemia está mais controlada e praticamente não há casos.

Segundo apurou Olhar Direto, a reunião com os deputados foi marcada para as 16 horas, com o intuito de debater a proposta e de que forma se dará esta antecipação, caso ela aconteça.

Especula-se que vários prefeitos do interior não têm aprovado a ideia de restringir ainda mais as medidas e antecipar seus feriados. Alguns deles também pensam que a medida somente servirá para provocar mais aglomerações, já que as pessoas não estarão trabalhando e poderão fazer festas.

Mesmo assim, a sessão desta segunda-feira (22) foi mantida pelo presidente da Assembleia Legislativa, Max Russi. Serão votados o auxílio emergencial, ajuda aos bares e comércio de Mato Grosso, através do Desenvolve MT e a suspensão do corte de energia por três meses.

Antecipação de feriados

A proposta foi apresentada pelo governador do Estado ao setor comercial na última sexta-feira (19), e deveria ser votada na Assembleia Legislativa nesta segunda-feira.

Caso seja aprovada, serão decretados feriados do dia 24 ao dia 26 de março (quarta a sexta da próxima semana), e também nos dias 1 e 2 de abril (quinta e sexta) da semana posterior.

O deputado Max Russi, presidente da AL, vê a situação como um medida urgente e importante que precisa ser tomada.

Emanuel de olho

O último fim de semana tem sido de reuniões e muita dor de cabeça para o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que viu todas as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da cidade colapsarem por conta da Covid-19. No fim da tarde de domingo (21), o emedebista havia dito que novas medidas seriam anunciadas nesta segunda-feira (22), mas pouco depois disso que analisará também o projeto do governo do Estado, de antecipação de feriados, para tomar uma decisão na terça-feira (23). Vale lembrar que o chamado ‘lockdown branco’ já estava em pauta desde a semana passada.

Segundo a prefeitura da cidade, Emanuel irá analisar o projeto do Governo do Estado sobre a antecipação dos feriados para conter o avanço do contágio da Covid-19.

Desde a sexta-feira (20), o prefeito tem se reunido com o Comitê de Enfrentamento de Combate à Covid e com os membros da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) para discutir o assunto e avaliar a melhor opção, bem como estudando outras medidas para inibir o contágio da doença.

Emanuel cogita desde a semana passada  uma espécie de “lockdown branco”, que nas palavras do prefeito seria a antecipação de feriados. o que deixaria em funcionamento apenas serviços considerados essenciais.

Novas medidas estaduais

Nesta segunda-feira (22/03/21), o governo de Mato Grosso publicou que deve anunciar até terça-feira (23/03/21) quais serão as novas medidas para conter os avanços da Covid-19, que serão adotadas em todo o Estado.

“O diálogo permanente com todos os Poderes, setor produtivo e sociedade civil organizada está permitindo que se chegue a uma proposta que surta impacto na desaceleração da transmissão do vírus.

O consenso entre os setores e o Governo é de que há a necessidade urgente de se tomar medidas mais efetivas. Por isso, as novas ações deverão ter início na próxima sexta-feira, dia 26 de março. Todas as informações sobre vigência e como irá funcionar serão divulgadas nesta terça-feira”, diz a nota.

Atualizada às 08h45, às 08h54 e às 09h08.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios