DestaqueMato GrossoPolícia

MT: Corpo de bebê desaparecido é encontrado em poço e pais confessam assassinato

corpo de uma bebê de 6 meses foi encontrado dentro de um poço em Tabaporã, a 660 km de Cuiabá (MT), no fim da noite desta quinta-feira (09). Segundo a Polícia Civil, o local foi indicado pelos próprios pais da vítima, após confessarem terem matado a menina.

A criança, desaparecida desde dezembro, foi resgatada pelos bombeiros, que procuravam o corpo no Rio Sereno desde quarta-feira (8).

O bebê foi achado após os pais indicarem o local onde esconderam o corpo e confessarem os crimes de homicídio, ocultação de cádaver e fuga. De acordo a polícia, eles haviam fugido da cidade após testemunhas terem notada a ausência da menina. O casal foi capturado pela polícia em Jataí, no interior de Goiás. Ambos foram presos.


Mergulhadores do Corpo de Bombeiros fizeram buscas — (Foto: Drielkson Ribeiro/Corpo de Bombeiros)

Morte e desaparecimento

O crime teria acontecido no dia 27 de dezembro. Segundo testemunhas, o casal foi visto perto do Rio Sereno com um carrinho de bebê. Algum tempo depois, eles foram avistados sozinhos e com mochilas, sem a criança, pedindo carona na estrada.

A equipe da Polícia Civil de Tabaporã recebeu denúncias de que a casa onde a família morava estava abandonada. As investigações começaram com a identificação das testemunhas que deram seus relatos sobre o caso.

Após a prisão dos pais da menina, mergulhadores do Corpo de Bombeiros começaram as buscas no Rio Sereno na quarta (9). o carrinho da criança foi encontrado às margens do local.

Reincidência

Segundo o Conselho Tutelar, o casal já chegou a perder a guarda da filha após denúncia de maus-tratos. A bebê morava com a família em Tabaporã mas, segundo o órgão, morou em um abrigo da cidade aos 3 meses de vida.

Entretanto, os pais entraram na Justiça e recuperaram a guarda da filha. De acordo com o Conselho, visitas periódicas na casa da família era feitas.

Também na quarta-feira, mesmo dia em que as buscas pelo corpo do bebê começaram, o Conselho recebeu uma denúncia de uma testemunha anônima que afirmava que o pai solicitou a uma pessoa que ateasse fogo nas coisas da criança.


(Foto: Drielkson Ribeiro/Corpo de Bombeiros)


(Foto: Drielkson Ribeiro/Corpo de Bombeiros)

Fonte:Rede TV UOL

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios