DestaqueMato GrossoPolícia

MT – Ladrões de gado fazem funcionários de fazenda como reféns

Vítimas estavam amarradas em um quarto quando a Polícia Militar chegou ao local; os criminosos fugiram e não foram localizados

Funcionários de uma fazenda em Barra do Bugres-MT, passaram por maus bocados na madrugada de quarta-feira (16/12/20). Seis homens armados e encapuzados invadiram a propriedade e renderam os dois trabalhadores. O objetivo dos criminosos era roubar o gado da fazenda.

Segundo relato dos funcionários, que foram amarrados e deixados em um quarto durante a noite toda, o transporte aconteceria naquela manhã.

Porém, a denúncia de um roubo de gado em andamento chegou à 12ª Companhia de Barra do Bugres da Polícia Militar, que deslocou viaturas de imediato para averiguar a situação. Chegando à propriedade rural, os policiais encontraram apenas os funcionários rendidos.

De acordo com a Polícia Militar, com a chegada da viatura, os bandidos fugiram e não foram localizados. No caminho feito pelos criminosos em fuga, os policiais encontraram uma espingarda calibre 36.

Alvo da quadrilha, o gado estava separado em um curral quando os policiais chegaram, pronto para ser embarcado.

Polícia pede colaboração da sociedade

Essa história só teve um fim feliz pelo trabalho combinado entre sociedade civil, responsável pela denúncia, e Polícia Militar, que enviou equipes de imediato ao saber da ocorrência. Crimes em Mato Grosso podem e devem ser denunciados, seja pelo 190 “Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes”, informam as autoridades.

 

Canal Rural

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios