DestaqueMato GrossoNotíciasPolícia

Nova Mutum – Projeto Luz lança aplicativo em defesa das vítimas de abuso sexual

O “Projeto Luz – Nova Mutum protege as suas crianças e adolescentes” realizou nesta terça-feira (26/05/20), durante encontro promovido por videoconferência, o lançamento de um aplicativo que proporcionará agilidade no enfrentamento aos casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes. Nesse primeiro momento, a ferramenta foi disponibilizada apenas aos integrantes da rede de proteção para treinamento e eventuais ajustes. A próxima etapa será a disponibilização do acesso para toda a sociedade.

Com o aplicativo, os integrantes da rede de proteção poderão acompanhar os casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes em andamento e registrar em tempo real a ocorrência de novos casos. A ferramenta permite também a inclusão de arquivos em imagem dos documentos que normalmente acompanham o registro, como exame de corpo e delito, formulário da notificação, boletim de ocorrência, fotografias, entre outros ítens. Além disso, as instituições parceiras terão a oportunidade de incluir todos os atos relativos ao caso, o que possibilitará o acompanhamento da rede de todas as providências adotadas.

A nova ferramenta possibilitará ainda o acesso a estatísticas como faixa etária das vítimas, perfil do agressor, número de casos por localidade, entre outras informações. Os contatos das pessoas que integram a rede de proteção também serão disponibilizados. A promotora de Justiça Ana Carolina Rodrigues Alves Fernandes explica que, antes do aplicativo, a comunicação era feita pelo whatsApp. Agora, a expectativa é que o trabalho ocorra de forma mais dinâmica e sistematizada.

Importante deixar claro, que o acesso às informações será diferenciado entre os integrantes da rede e a sociedade em geral, até mesmo por conta do sigilo que estas situações exigem. A proposta é que a versão que será disponibilizada à sociedade possibilite apenas o registro de denúncias, a inclusão de eventuais provas e os contatos dos integrantes da rede de proteção”, explicou a promotora de Justiça.

O titular da Procuradoria de Justiça Especializada na Defesa da Criança e do Adolescente, Paulo Roberto Jorge do Prado, participou do lançamento e destacou a importância da iniciativa. “É mais uma ferramenta que passaremos a contar na defesa das crianças e dos adolescentes. Tenho certeza que em breve esta iniciativa poderá ser compartilhada com outras comarcas e também será vista como meio inibidor contra o agressor que está presente em todas as camadas sociais”, destacou.

Os promotores de Justiça que também atuam em Nova Mutum, Henrique de Carvalho Pugliesi e Daniele Crema da Rocha de Souza, também estão cheios de expectativas. “Vamos para mais este desafio com a certeza que será uma iniciativa bem-sucedida”, ressaltou Pugliese. “Esse aplicativo será um sucesso, pois a rede de proteção às crianças e adolescentes em Nova Mutum é muito integrada”,acrescentou Daniel Crema da Rocha.

Também participaram a videoconferência de lançamento do aplicativo, representantes da Secretaria Municipal de Assistência Social, Secretaria Municipal de Saúde, Creas, Polícia Militar, Polícia Civil, Secretarias Municipal e Estadual de Educação e Conselho Tutelar.

TROCA DE EXPERIÊNCIAS: Nesta sexta-feira (29), às 14h, o “Projeto Luz – Nova Mutum protege as suas crianças e adolescentes” participará de uma live promovida pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso sobre Depoimento Especial. O tema será abordado pela promotora de Justiça Ana Carolina Rodrigues Alves Fernandes e magistrados. A transmissão ocorrerá na página do YouTube do TJ/MT.

 Cenário MT

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios