AcidenteDestaqueRio Grande do Sul

RS- Polícia tem 15 dias para concluir inquérito do acidente na BR- 386

Atualizada

A Polícia Civil tem até 15 dias para concluir a investigação sobre o acidente que deixou ferida a condutora de 34 anos na BR-386 na última segunda-feira, 17. De acordo com o delegado Márcio Moreno, titular da Delegacia de Polícia de Lajeado, enquanto correm as investigações a polícia não deve se pronunciar sobre o fato. “Trata-se de um caso de repercussão, pois envolve uma criança e várias situações”, disse.

A mulher cuja identidade não foi revelada pela polícia segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Pronto-Socorro de Canoas-RS  (HPS), segundo o último boletim médico, divulgado pela casa de saúde na manhã desta quarta-feira (19/05/21). Ela se recupera de uma cirurgia que ocorreu entre a manhã e tarde desta terça-feira.

Sobre a menina, filha da condutora, a polícia também não quis dar detalhes. A menina de dois anos estava no banco de trás do carro na hora do acidente e teria sofrido apenas escoriações leves, sendo atendida na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Bairro Moinhos e após liberada.

Fonte: Agora no Vale

————————————————————————-

Mãe chama filha de dois anos para cometer suicídio e logo joga carro para colisão frontal com caminhão; Vídeo

Depois de vídeo, mulher envolvida no acidente na BR- 386 tem prisão solicitada

A mulher de 34 anos ferida gravemente no acidente ocorrido na tarde desta segunda-feira (17/05/21), na BR-386, em Lajeado, teve a prisão preventiva decretada. Conforme a delegada regional de polícia, da 19ª Delegacia de Polícia Regional de Lajeado, Shana Luft Hartz, embora o estado de saúde da mulher seja crítico, que tenha exigido até mesmo a transferência para o HPS de Canoas – RS, ela está com mandado de prisão decretado. “Este mandado refere-se a tentativa de homicídio da filha, uma criança de apenas dois anos que estava junto no veículo”, explica a delegada.

O acidente ocorreu na tarde desta segunda-feira, na BR-386, no Bairro Olarias, em Lajeado, quando o veículo conduzido pela mulher colidiu de frente em um caminhão. Logo em seguida, uma Tucson acabou se envolvendo no acidente. Em depoimento à polícia, o condutor do caminhão disse que o veículo teria mudado o sentido do tráfego para colidir de frente com o caminhão. “Claro que podem ocorrer problemas mecânicos e ela ter perdido o controle do automóvel, a gente não tem esta informação”, complementa a delegada regional.

A delegada Shana fala ainda sobre o vídeo que circula nas redes sociais. Na gravação uma mulher fala para uma menina, que está dentro do automóvel que elas irão se matar, e pede para que a menina se despeça do pai. De acordo com a delegada, a mulher e a menina que aparecem no vídeo são as mesmas pessoas envolvidas no acidente. “Existem dois vídeos. Aquele que está circulando nas redes, um que supostamente seria da condutora, andando pela rodovia e logo após as imagens do acidente. Tudo indica que o vídeo é autêntico, sim”, destaca.

A mulher foi transferida ainda na noite desta segunda-feira do Hospital Bruno Born (HBB) de Lajeado para o Hospital de Pronto-Socorro de Canoas (HPS), por conta do estado crítico de saúde. A menina de apenas dois anos sofreu apenas ferimentos leves. Os dois motoristas envolvidos – do caminhão e da Tucson – não se feriram. A polícia aguarda agora a recuperação da condutora para dar sequência às investigações.

 

Foto: Grupo Independente

Fotos Agora no Vale

Fonte: Agora no Vale

Vídeo : Olho Vivo MT

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios